Quinta-feira, 13 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Cloudy

Mundo A pandemia de coronavírus agrava a crise financeira do Cirque du Soleil após demitir quase 5 mil funcionários

Compartilhe esta notícia:

Apresentação do Cirque du Soleil. (Foto: Reprodução)

Após demitir pelo menos 4,6 mil funcionários, o Cirque du Soleil Entertainment Group, que gere o Cirque du Soleil, planeja pedir falência depois de ter que cancelar shows por causa do surto do novo coronavírus.

Segundo a agência de notícias Reuters, a companhia de circo canadense teve que demitir temporariamente a maioria de seus funcionários em meio à crise, aproximadamente 95% da força de trabalho da empresa. Entre eles estão os brasileiros Marcelo Perna e Gabriel Christo.

Perna integrava o espetáculo Corteo e Christo fez parte de montagens como Amaluna e Toruk, inspirado no filme Avatar. Os dois estavam na equipe artística da companhia. Eles publicaram em suas redes sociais o encerramento dos trabalhos no Cirque. “Meu último treinamento antes do corona”, escreveu Christo.

O Cirque du Soleil teria hoje uma dívida de 900 milhões de dólares  (o equivalente a 4,5 bilhões de reais), segunda disse uma fonte interna à Reuters, mas credores pensam em negociar o valor com a companhia.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

O governo federal vai liberar de pagamento a dívida de todos os Estados, sem precisarem ir ao Supremo
A Petrobras reduz o preço da gasolina em 5% a partir deste sábado. O preço do diesel cai 3%
Deixe seu comentário
Pode te interessar