Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Fair

Notícias A prefeitura de Porto Alegre interditou uma loja que desbloqueava celulares roubados ou extraviados

Compartilhe esta notícia:

A loja fica no Centro Popular de Compras, no Centro Histórico da Capital. (Foto: Ricardo Stricher/PMPA)

A prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), realizou na manhã desta segunda-feira (22) a interdição da loja 558 localizada no Centro Popular de Compras, no Centro Histórico. A ação teve por finalidade fechar o estabelecimento devido ao descumprimento da Lei Complementar n° 12/75, art. 33, que proíbe a licença de localização por funcionar em desacordo com seu alvará.

“A população deve ter plena noção dos riscos que corre na aquisição de produtos falsos, não certificados, ilegais, proibidos e roubados. Com a compra, também está fomentando a ampliação da violência e do crime organizado, e prejudicando quem trabalha na legalidade”, expõe o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Leandro de Lemos.

Conforme o diretor de Promoção Econômica, Luís Antônio Steglich, qualquer tipo de irregularidade percebida ou conhecida pelo cidadão deve ser denunciada. “São realizadas ações de fiscalização rotineiras no Centro Popular de Compras. Também esperamos que o cidadão faça a sua parte e denuncie irregularidades por meio dos canais de relacionamento da prefeitura”, declara Steglich.

Entenda o caso

Na loja 558, no Centro Popular de Compras, funcionava um esquema criminoso, onde era disponibilizado um software (ao custo de R$ 15) que possibilitava a liberação do uso de celulares bloqueados por roubo ou extravio. Esse desbloqueio ocorria com a substituição do número de Imei, realizado pelo software, liberando o acesso imediato ao aparelho.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

O Facebook anunciou a remoção de 68 páginas e de 43 contas por “spam político” a favor de Bolsonaro
Mais de 3 mil exames foram feitos em ação de combate à sífilis em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar