Segunda-feira, 08 de Março de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Partly Cloudy

Brasil Ações da Petrobras têm forte queda, e Bolsa brasileira cai mais de 5%

Compartilhe esta notícia:

Ações da Petrobras chegam a cair 20%. (Foto: Agência Brasil)

O dólar comercial operava em alta de mais de 2% nesta segunda e a Bolsa brasileira caía, refletindo a cautela dos investidores depois que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicou o general Joaquim Silva e Luna para assumir os cargos de conselheiro e presidente da Petrobras, em meio a temores de interferência. Por volta das 13h (de Brasília), a moeda norte-americana subia 2,1%, a R$ 5,499 na venda. O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa refere-se ao dólar comercial.

Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto. Na sexta-feira (19), o dólar caiu 1,02%, fechando a R$ 5,385 na venda. Já o Ibovespa, principal indicador da Bolsa de Valores brasileira, operava em forte queda. No mesmo horário, o índice tinha desvalorização de 5,2%, a 112.270,55 pontos. Na sexta-feira (19), o índice caiu 0,64% aos 118.430,53 pontos. Na semana passada, acumulou queda de 0,84%.

Também por volta das 13h, os papéis preferenciais da Petrobras, com prioridade na distribuição de dividendos, operavam em queda de 20,23%, enquanto as ações ordinárias da Petrobras, com direito a voto em assembleia, tinham perda de 20,11%. As ADRs —certificados de ações negociados na Bolsa dos Estados Unidos— da Petrobras também despencavam mais de 20%.

As preocupações em relação a uma intervenção do governo na Petrobras também geram impactos nas ações de outras empresas estatais. As ações do Banco do Brasil tombavam 11,55%. Os papéis ordinários da Eletrobras caíam 5,17%, enquanto os preferenciais recuavam 5,22%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Chuvas estragam doses de vacina contra o coronavírus em cidade de Minas Gerais
O Banco Central abre inscrições para testes de projetos inovadores
Deixe seu comentário
Pode te interessar