Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Brasil Anvisa afirma que não há falha com frascos da CoronaVac

Compartilhe esta notícia:

Ambas as vacinas foram rejeitadas em primeira análise feita pela agência. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concluiu que não houve falha técnica no envase da CoronaVac e que os frascos da vacina trazem 10 doses, conforme previsto. A investigação foi realizada pela agência para averiguar notificações recebidas sobre uma possível redução da quantidade de doses nos frascos da vacina Coronavac.

Os serviços de saúde afirmam que os frascos têm uma quantidade menor do que a necessária para 10 aplicações. O Butantan atribui a diferença no número de doses extraídas pelas prefeituras a discrepâncias no processo de aplicação.

Desperdício

No começo de março, a Anvisa autorizou que o Butantan alterasse o volume do frasco da CoronaVac, para evitar desperdício. O volume passou de 6,2 ml para 5,7 ml – quantidade que deveria ser suficiente para 10 doses, considerando que cada aplicação é de 0,5 ml.

Atualmente a bula da CoronaVac alerta que o profissional de saúde precisa se certificar de que o volume aspirado na seringa é de 0,5 ml, o que corresponde a uma dose da vacina.

Prefeituras de ao menos 12 Estados relatarem lotes com rendimento inferior a 10 doses por embalagem.

Após as reclamações, o Butantan anunciou que estudava a possibilidade de incluir um QR Code na bula da vacina CoronaVac para orientar a extração de 10 doses em cada frasco do produto. O link no QR Code possibilitaria que o profissional responsável pela vacinação assista a um vídeo com a forma correta de aspirar cada dose.

Cidades de Goiás comunicaram os problemas com as duas últimas remessas da vacina, na última quinta-feira (8), segundo o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Goiás (Cosems).

O gerente de qualidade do instituto, Arthur Nunes, afirma que pode haver perda de doses no processo de aspiração do líquido dentro do frasco. O Butatan informa ainda que e o uso de seringas e agulhas não recomendadas também potencializa a perda do imunizante.

“A gente vai fazer uma revisão da bula orientando a seringa correta na utilização, além da técnica de aspiração correta, para orientar de forma mais rápida todos os profissionais de saúde. Os fatos levam a essa hipótese mais provável”, explicou o gerente.

A prefeitura de Salvador informou que recebeu cerca de 21.400 frascos da vacina Coronavac com rendimento inferior ao descrito no rótulo. Segundo a administração, foram identificados frascos com rendimento de apenas seis doses.

No Paraná, pelo menos sete prefeituras identificaram a mesma situação. Segundo os gestores, os frascos com problema tiveram rendimento menor de aplicação, sendo suficientes para apenas nove doses.

O governo do Tocantins também confirmou que recebeu a informação por parte de alguns municípios de que frascos de vacinas contra a covid-19 vieram com menos doses que o previsto.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Matéria-prima para 12 milhões de doses de vacina contra o coronavírus vai chegar no sábado para a Fiocruz
Diplomatas dos Estados Unidos e Reino Unido no Brasil já se vacinaram
Deixe seu comentário
Pode te interessar