Sábado, 08 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy / Wind

Brasil Ao menos 16 Estados começaram a vacinação contra o coronavírus após atraso na entrega das doses

Compartilhe esta notícia:

Os estados escolheram profissionais de saúde e moradores de abrigo, parte do grupo prioritário da vacina, para receber a primeira dose.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Os Estados escolheram profissionais de saúde e moradores de abrigo, parte do grupo prioritário da vacina, para receber a primeira dose. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Quinze Estados começaram a vacinar a população com a CoronaVac nesta segunda-feira (18), após o Ministério da Saúde ter iniciado a distribuição do imunizante contra a covid-19. Houve atraso na entrega porque a pasta, segundo o ministro Eduardo Pazuello, teve que alterar voos com as doses para os Estados.

Com isso, chega a 16 o número de Estados que deram início à vacinação, uma vez que São Paulo começou a imunização no domingo (17), pouco após a aprovação do uso emergencial da CoronaVac pela Anvisa.

Os Estados escolheram profissionais de saúde e moradores de abrigo, parte do grupo prioritário da vacina, para receber a primeira dose.

Alguns Estados usaram lotes simbólicos para aplicar vacinas até mesmo à noite.

Veja, abaixo, quem foram os primeiros vacinados em cada Unidade Federativa:

Rio Grande do Sul: 5 pessoas foram vacinas simultaneamente.

Amazonas: Vanda Ortega, de 33 anos, enfermeira indígena.

Mato Grosso: Luiza Batista de Almeida Silva, de 43 anos, técnica de enfermagem.

Paraná: Lucimar Josiane de Oliveira, de 44 anos, enfermeira.

Pernambuco: Perpétua Barbosa, 52 anos, técnica de enfermagem.

Minas Gerais: Maria do Bonsucesso Pereira, de 57 anos, enfermeira.

Espírito Santo: Iolanda Brito, de 55 anos, técnica de enfermagem.

Maranhão: Egle Maia Sousa, técnica de enfermagem.

Tocantins: Edileuza Ferreira dos Santos, de 52 anos, enfermeira.

Mato Grosso do Sul: Domingas da Silva, indígena de 91 anos. Da etnia Terena, ela reside na aldeia Tereré, em Sidrolândia, e foi vacinada no Hospital Regional de Campo Grande.

Ceará: Maria Silvana Souza Reis, de 51 anos, técnica de enfermagem.

Goiás: Maria Conceição da Silva, de 76 anos, moradora de um abrigo e hipertensa. Ela foi imunizada pelo governador Ronaldo Caiado, que é médico.

Piauí: Joaquim Vaz Parente, de 75 anos, é médico obstetra e atua há 45 anos na Maternidade Dona Evangelina Rosa.

Rio de Janeiro: Dulcineia da Silva, de 59 anos, técnica de enfermagem no hospital Ronaldo Gazola, e Teresinha da Conceição, de 80 anos, acolhida pelos serviços da Prefeitura em 2015 depois de ter sua casa demolida pela Defesa Civil. Elas foram vacinadas no Cristo Redentor.

Santa Catarina: Júlio César Vasconcellos de Azevedo, de 55 anos, enfermeiro. Ele trabalha há 28 anos no Hospital Celso Ramos, de Florianópolis.

São Paulo: Mônica Calazans, de 54 anos, enfermeira. Ela foi a primeira brasileira a receber a vacina fora do período de testes, pouco após aprovação da Anvisa.

Atrasos na distribuição

Pazuello disse que a vacinação seria iniciada a partir das 17h em todo o País. A entrega das doses, entretanto, atrasou após a pasta alterar voos para os Estados.

Em entrevista nesta segunda, em São Paulo, Pazuello afirmou que houve atraso porque os governadores quiseram antecipar o início da vacinação e foi necessário refazer a logística. “Imagine a mudança da logística para 26 estados em um país continental como o Brasil”, disse.

Alguns Estados receberam a CoronaVac e esperam começar a vacinar ainda na noite desta segunda: Paraná, Pernambuco, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

Outras unidades federativas afirmaram que a vacinação só começa nesta terça (19): Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Paraíba, Rondônia, Roraima e Sergipe.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Polícia apreende mais de meia tonelada de pescados transportados irregularmente
Começa a vacinação contra o coronavírus no Rio Grande do Sul
Deixe seu comentário
Pode te interessar