Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre Após sete anos, a trincheira da Ceará é inaugurada na Zona Norte de Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

Mesmo depois de sete anos do início do serviço, a obra não está totalmente concluída.

Foto: Jefferson Bernardes/PMPA
Mesmo depois de sete anos do início do serviço, a obra não está totalmente concluída. (Foto: Jefferson Bernardes/PMPA)

Após sete anos do início das obras, foi liberada na manhã desta quarta-feira (4) a trincheira da Avenida Ceará, na Zona Norte de Porto Alegre. O investimento havia sido planejado para a Copa do Mundo de 2014.

Mesmo depois de sete anos do início do serviço, a obra não está totalmente concluída. A ordem de início da obra foi dada em dezembro de 2012 e tinha prazo contratual de execução de três anos.

Em cinco anos, a obra ficou 42% mais cara. Inicialmente, estava prevista para ser realizada por R$ 29,5 milhões, mas o valor que precisou ser gasto chegou a R$ 40 milhões.

Além da passagem de nível, a trincheira contará com uma casa de bombas com três equipamentos, os quais farão a coleta da água da chuva, evitando alagamentos. Além disso, a estrutura terá sinalização e controlador de velocidade a 40 km/h.

Abertura

Por volta das 9h20, os primeiros motoristas começaram a utilizar a via, que vai desafogar o trânsito e melhorar o fluxo de veículos na região do Aeroporto Salgado Filho e da BR-116 em direção à área central de Porto Alegre. Isso vai diminuir os congestionamentos na avenida dos Estados e na avenida Farrapos. Segundo a prefeitura, a obra deve beneficiar cerca de 70 mil motoristas que trafegam pelo local, a cada dia.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior diSSE que, apesar de todas as dificuldades enfrentadas por sua gestão para terminar a trincheira, incluindo a necessidade de 11 aditamentos (cinco de valor e seis de prazo), “este é um momento de comemoração e também de exemplos de equívocos que não devem se repetir”.

Atraso

A obra, planejada para a Copa de 20114, atrasou por causa de problemas em projetos, pagamentos não feitos e revisão de itens para incluir sistema de bombas para evitar alagamentos. A trincheira recebeu R$ 9.558.765,93 de aditamento, elevando o valor inicial de R$ 29.525.895,24 para R$ 39.084.660,32.

“Queríamos ter entregue a trincheira no tempo determinado, ainda em 2017. Ao retirar este último cone, tirei um peso de mim também”, afirmou o prefeito. Marchezan acentuou que “os atrasos geraram na população uma frustração com as obras da Copa, que não foram realizadas dentro de prazos e volumes de recursos previstos pelos projetos iniciais.

Marchezan, no entanto, disse que o dia não era de buscar culpados, mas que “obviamente” é preciso apresentar explicações sobre os motivos técnicos pelos quais uma obra sai 9 milhões mais cara e demora cinco anos a mais que o previsto.

Devido à necessidade de proteção do sistema de drenagem contra o vandalismo, foram incluídas telas nas paredes internas da trincheira. Elas estão 70% instaladas, e o serviço será terminado até este final de semana. A construtora Conpasul é a responsável pela obra.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Superterça: Joe Biden vence em estados do Sul; Bernie Sanders espera ampla vitória na Califórnia
Saiba quem precisa declarar o Imposto de Renda 2020; entrega vai até 30 de abril
Deixe seu comentário
Pode te interessar