Quarta-feira, 15 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

Mundo Arábia Saudita prende mais de 100 pessoas por uso de “roupa inadequada”

Compartilhe esta notícia:

É primeira medida do tipo tomada pelo príncipe herdeiro MBS desde que assumiu

Foto: Reprodução
É primeira medida do tipo tomada pelo príncipe herdeiro MBS desde que assumiu (Foto: Reprodução)

Cerca de 120 pessoas foram presas na Arábia Saudita nos últimos dias por usar “roupas inadequadas”, informou a polícia de Riade em uma série de tuítes publicados desde terça-feira (24). Os presos sofreram sanções, mas as autoridades não divulgaram quais.

Homens e mulheres devem evitar roupas muitas justas ou que contenham linguagem profana, segundo uma instrução em inglês em um site lançado pelos oficiais de turismo do reino. Além disso, as mulheres devem cobrir seus ombros e joelhos em público.

Esta é a primeira campanha de represália do tipo desde o começo das reformas de abertura das normais sociais no reino ultraconservador, promovidas pelo príncipe herdeiro MBS (Mohammed bin Salman) desde que assumiu o governo, há dois anos e meio.

MBS passou a permitir que mulheres tirassem carteira de motorista para dirigir, deu fim à proibição de concertos e liberou cinemas públicos pela primeira vez em 35 anos.

Contudo, em setembro deste ano, o país conservador disse que penalizaria violações de “decência pública”, incluindo vestimenta considerada inadequada e demonstrações públicas de afeto, no momento em que começou a emitir vistos de turismo pela primeira vez.

A polícia de Riade também afirmou que 88 pessoas foram presas por assédio, devido a queixas de mulheres em redes sociais sobre abusos sofridos no festival de música eletrônica MDL Beast, perto da capital, no começo de dezembro. O festival, que atraiu dezenas de milhares de fãs, foi considerado pelos organizadores como o maior já realizado no reino.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Visita ao oftalmologista pode prevenir câncer nos olhos
Após a morte de maridos, mulheres e filhos do Estado Islâmico são largados no deserto
Deixe seu comentário
Pode te interessar