Quinta-feira, 02 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Cloudy

Brasil Bolsonaro alerta que 15 bilhões de reais ainda não foram sacados do FGTS pelos trabalhadores

Compartilhe esta notícia:

O prazo para retirada termina no dia 31 de março. (Foto: EBC)

Por meio de postagem nas redes sociais, nesse sábado o presidente Jair Bolsonaro ressaltou o fato de que R$ 15 bilhões ainda não foram sacados pelos trabalhadores brasileiros nas contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). O prazo para a retirada do dinheiro termina no dia 31 de março.

Conforme o chefe do Executivo, até agora o montante sacado é de R$ 27,65 bilhões, o que beneficiou 60 milhões de pessoas. “Esse volume representa 65% do total disponível”.

De acordo com estimativas da equipe econômica de Bolsonaro, caso todos os trabalhadores retirassem o dinheiro o valor injetado na economia somaria R$ 44 bilhões, incluindo as cotas do Pis/Pasep. A autorização emergencial para o saque foi uma medida adotada, ressalta o governo federal, para aquecer a economia.

Para sacar os recursos, os trabalhadores podem procurar as agências da Caixa Econômica Federal e lotéricas. Neste caso, o valor a que o cotista tem direito precisa ser de até R$ 100 por conta.

Editada em julho do ano passado, a MP (medida provisória) que autorizou os saques das contas vinculadas ao FGTS limitou o valor a R$ 500 por conta. Mas o texto aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo presidente em dezembro elevou a quantia para R$ 998.

Mas esse valor individual só ficou disponível para quem tinha saldo de até R$ 998 na conta na data da edição da MP. Os pagamentos começaram em setembro e quem já retirou uma parte poderá retomar para sacar a diferença.

Entenda

Pelo saque imediato, trabalhadores podem retirar até R$ 998 de cada conta do fundo de garantia, seja ativa (do emprego atual) ou inativa (de empregos antigos). O que determina o valor é quanto dinheiro havia na conta do trabalhador no dia em que a medida provisória que liberou o dinheiro começou a valer.

Quem tinha até R$ 998 na conta em 24 de julho de 2019 pode sacar todo o dinheiro da conta. Já quem tinha mais de R$ 998 na conta de 24 de julho de 2019 pode sacar R$ 500 da conta. Quem já sacou R$ 500 pode ter direito de sacar mais. O limite maior, de até R$ 998, começou a valer em dezembro. Como muitas pessoas já tinham sacado R$ 500, é possível que elas tenham um valor adicional para retirar, de até R$ 498.

Se o trabalhador não fizer o resgate até 31 de março, o dinheiro permanece no fundo de garantia, podendo ser retirado apenas em algumas situações, como na compra da casa própria ou na aposentadoria.

A Caixa passou a permitir a transferência do dinheiro do fundo de garantia para contas bancárias usando o aplicativo FGTS. A regra vale, inclusive, para o saque imediato, tanto para quem ainda não retirou o dinheiro quanto para quem tem o saldo complementar para retirar.

Ao solicitar o saque do FGTS pelo aplicativo, o trabalhador poderá indicar uma conta da Caixa ou de outro banco para transferir os valores, sem nenhum custo. Conforme o banco estatal, a atualização do aplicativo já está disponível para dispositivos Android e deve ser lançada para iOS nos próximos dias.

Opções

– Lotéricas: até R$ 100 com documento de identidade; até R$ 998 por conta com senha do Cartão do Cidadão e documento de identidade;

– Caixas eletrônicos: até R$ 998 por conta com senha do Cartão do Cidadão;

– Agências da Caixa: até R$ 998 por conta com documento de identidade;

– Correspondentes Caixa Aqui: até R$ 998 por conta com documento de identificação, Cartão do Cidadão e senha do cartão.
Para agilizar o atendimento, o trabalhador deve levar a Carteira de Trabalho. A transferência do dinheiro para outros bancos é gratuita.

É possível descobrir o saldo da conta em 24 de julho de 2019 pelo site da Caixa ou pelo aplicativo do FGTS (disponível na App Store, Google Play ou Windows Store). A consulta é possível após fazer um cadastro e criar uma senha.

Quem tem conta-corrente ou poupança conjunta na Caixa e ainda não autorizou o depósito, é possível fazer isso pelo internet banking da Caixa, aplicativo do FGTS, site fgts.caixa.gov.br, telefone 0800 724 2019 ou direto em uma agência. Após a autorização, os valores do FGTS devem cair na conta em até 20 dias, de acordo com a Caixa.

Quem tem poupança na Caixa, não precisa autorizar. O dinheiro foi depositado na conta automaticamente. Se não quiser fazer o saque e preferir que o dinheiro permaneça no FGTS, deve avisar o banco até 30 de abril. Os canais para isso são o aplicativo do FGTS, o internet banking da Caixa ou o site fgts.caixa.gov.br.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

A epidemia do coronavírus que eclodiu na China já prejudica a entrega de peças para indústrias brasileiras
Mega-Sena volta a acumular e prêmio principal vai a R$ 200 milhões
Deixe seu comentário
Pode te interessar