Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Brasil ainda é o 60º no ranking de vacinação para cada 100 pessoas

Compartilhe esta notícia:

O Estado do Rio Grande do Sul continua à frente na campanha de imunização. (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

O processo de vacinação contra a covid-19 avança ao redor do mundo. Até o momento, mais de 2,33 bilhões de doses foram aplicadas em todo o mundo, o equivalente a 30 doses para cada 100 pessoas, segundo dados do jornal The New York Times.

Como o processo de imunização fica a cargo de cada país, há uma diferença grande na quantidade de doses aplicadas entre as nações. De acordo com o ranking, o Brasil ocupa apenas a 60ª posição, com 36 doses administradas para cada 100 pessoas, muito atrás de países como Israel, Estados Unidos e Reino Unido, referências mundiais de imunização.

Liderando o ranking está Seychelles, país da África Oriental que já aplicou 141 doses para cada 100 habitantes, representando um total de 72% de sua população recebendo ao menos a primeira dose e 68% estando completamente vacinados. Na sequência estão Emirados Árabes Unidos, aplicando 140 doses para cada 100 pessoas, e Israel, com 117 doses administradas para cada 100 cidadãos. Completando a lista dos cinco primeiros aparecem Malta e Bahrein, com 115 e 114 aplicações, respectivamente. Ultrapassando a marca das 100 doses estão, ainda, Aruba, Mongólia, Chile, Reino Unido e Curaçau.

No outro extremo do ranking, Chade, país da África Central, aplicou pouco mais de cinco mil doses em sua população, o equivalente a menos de 0.1 dose para cada 100 pessoas. Também sem conseguir atingir a marca de 0.1 dose estão o Congo e Burkina Faso.

Completando a lista das cinco nações que menos vacinaram estão Sudão do Sul, com 0.1 dose aplicada para cada 100 cidadãos, e Benin, com 0.2 doses. Dentre os que ainda não atingiram a marca de 1 dose aplicada para cada 100 pessoas estão mais 12 países, entre eles Síria, Camarões e Somália.

Vacinação

Mais de 55 milhões de pessoas tomaram a primeira dose de vacinas contra a covid no Brasil. Dados do consórcio de veículos de imprensa apontam 55.740.512 primeiras doses aplicadas, o que corresponde a 26,32% da população.

Já a segunda dose foi aplicada em 23.742.688, o que dá 11,21% da população.

No total, somando a primeira e a segunda doses, 79.483.200 doses da vacina foram aplicadas.

Nas últimas 24 horas, a primeira dose foi aplicada em 1.133.108 pessoas e a segunda dose em 83.333, com um total de 1.216.441 doses aplicadas neste intervalo. É o segundo maior número de primeiras doses aplicadas desde o começo da vacinação, em janeiro.

Total de vacinados, segundo os governos, e o percentual em relação à população do Estado:

— Acre: 1ª dose – 156.828 (17,53%); 2ª dose – 63.688 (7,12%)

— Alagoas: 1ª dose – 823.996 (24,59%); 2ª dose – 298.424 (8,9%)

— Amapá: 1ª dose – 147.518 (17,12%); 2ª dose – 61.479 (7,13%)

— Amazonas: 1ª dose – 1.101.421 (26,18%); 2ª dose – 508.414 (12,08%)

— Bahia: 1ª dose – 4.109.720 (27,53%); 2ª dose – 1.610.546 (10,79%)

— Ceará: 1ª dose – 2.134.125 (23,23%); 2ª dose – 1.091.451 (11,88%)

— Distrito Federal: 1ª dose – 782.763 (25,62%); 2ª dose – 327.448 (10,72%)

— Espírito Santo: 1ª dose – 1.266.026 (31,15%); 2ª dose – 467.729 (11,51%)

— Goiás: 1ª dose – 1.788.363 (25,14%); 2ª dose – 675.069 (9,49%)

— Maranhão: 1ª dose – 1.703.083 (23,94%); 2ª dose – 564.448 (7,93%)

— Mato Grosso: 1ª dose – 739.634 (20,98%); 2ª dose – 298.003 (8,45%)

— Mato Grosso do Sul: 1ª dose – 1.014.589 (36,11%); 2ª dose – 389.323 (13,86%)

— Minas Gerais: 1ª dose – 5.428.474 (25,49%); 2ª dose – 2.542.292 (11,94%)

— Pará: 1ª dose – 1.615.124 (18,58%); 2ª dose – 795.056 (9,15%)

— Paraíba: 1ª dose – 988.662 (24,48%); 2ª dose – 465.653 (11,53%)

— Paraná: 1ª dose – 3.239.009 (28,12%); 2ª dose – 1.280.839 (11,12%)

— Pernambuco: 1ª dose – 2.450.776 (25,48%); 2ª dose – 1.001.355 (10,41%)

— Piauí: 1ª dose – 767.672 (23,39%); 2ª dose – 306.060 (9,33%)

— Rio de Janeiro: 1ª dose – 3.696.776 (21,29%); 2ª dose – 1.695.133 (9,76%)

— Rio Grande do Norte: 1ª dose – 871.756 (24,67%); 2ª dose – 388.047 (10,98%)

— Rio Grande do Sul: 1ª dose – 3.791.304 (33,19%); 2ª dose – 1.629.515 (14,27%)

— Rondônia: 1ª dose – 342.205 (19,05%); 2ª dose – 140.924 (7,84%)

— Roraima: 1ª dose – 110.817 (17,56%); 2ª dose – 63.035 (9,99%)

— Santa Catarina: 1ª dose – 2.127.087 (29,33%); 2ª dose – 765.090 (10,55%)

— São Paulo: 1ª dose – 13.630.679 (29,45%); 2ª dose – 5.965.231 (12,89%)

— Sergipe: 1ª dose – 591.572 (25,51%); 2ª dose – 210.993 (9,1%)

— Tocantins: 1ª dose – 320.533 (20,16%); 2ª dose – 137.443 (8,64%).

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Pesquisas sobre o coronavírus no Brasil são afetadas com o fim da cota de isenção para importação de insumos
Ministro da Saúde diz que 3 milhões de doses da Janssen devem chegar ao Brasil nesta quarta
Deixe seu comentário
Pode te interessar