Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Geral Brigadianos e policiais civis antecipam paralisação no RS; sem segurança, bancos não devem abrir no Estado

Compartilhe esta notícia:

Em Porto Alegre, viaturas do 19º Batalhão não sairam às ruas neste domingo (2) por falta de documentação. A situação já teria sido regularizada. (Foto: Lucas Uebel/ o Sul)

Marcada para esta segunda-feira (3), a paralisação de funcionários públicos que protestam em função do parcelamento de salários feito pelo governo gaúcho começou ainda neste domingo (2).

De acordo com o presidente da Abamf (Associação Beneficente Antônio Mendes Filho),  entidade que representa os servidores de nível médio da Brigada Militar, Leonel Lucas, há viaturas paradas em Livramento, Uruguaiana, Quaraí, Alegrete e municípios da Região Metropolitana.

Entre os policiais civis, a paralisação também já começou, conforme o presidente do Ugeirm (Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia), Isaac Ortiz.

Viaturas

Em Porto Alegre, o bairro Partenon só contava com uma viatura no patrulhamento nesta tarde, conforme Lucas.  Responsável pelo 19º Batalhão, que atua na região, o major Arnaldo Hoffmann confirmou que as viaturas estavam paradas em função da falta de regularização da documentação, mas que o problema já havia sido solucionado e que as viaturas voltariam ao patrulhamento ainda neste domingo.

Neste momento, brigadianos, acompanhados de suas esposas, estão reunidos na sede da Abamf para discutir os rumos da paralisação.

Trabalhadores da segurança pública e demais servidores do Estado protestam contra o parcelamento de salários. (Foto: Jackson Ciceri/ o Sul)

Trabalhadores da segurança pública e demais servidores do Estado protestam contra o parcelamento de salários. (Foto: Jackson Ciceri/ o Sul)

Bancos e ônibus

De acordo com Leonel Lucas, a categoria dos servidores da Brigada comemora a liminar obtida pelo Sindicato dos Bancários neste domingo (2), que determina que os bancos não abram, caso não haja policiamento ostensivo. A antecipação de tutela, concedida pela juíza de plantão no Foro Trabalhista de Porto Alegre, Noêmia Saltz Gensas, vale para todo o Estado.

Conforme Lucas, os policiais também aguardam, ainda hoje, definições sobre a categoria dos rodoviários, que deve parar a circulação dos ônibus nesta segunda-feira. (Fabíola Brites)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Polícia Federal identificou um médico que estava em viagem à Europa no mesmo dia em que “bateu ponto” no SUS
Marina Silva diz que está pagando o preço por não apoiar o impeachment
Deixe seu comentário
Pode te interessar