Quinta-feira, 02 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair

Mundo Caso de menino algemado em escola provoca briga judicial nos EUA

Vídeo mostra garoto de 8 anos preso com os braços atrás das costas por 15 minutos. (Foto: Reprodução)

Um vídeo que mostra um menino de 8 anos algemado e chorando em uma escola do Kentucky, nos Estados Unidos, causou surpresa nessa terça-feira e motivou uma ação judicial contra o xerife local. A Aclu (a união norte-americana de liberdades civis) denunciou que duas crianças foram algemadas pelo “agente de segurança do colégio”, que representa o xerife do condado de Kenton.

Segundo a ação apresentada pela organização, o agente da escola da cidade de Covington dominou as crianças de forma inadequada, causando a elas sofrimento físico e emocional. A Aclu divulgou um vídeo que mostra S.R., um menino de 8 anos, com os braços algemados atrás das costas. O garoto permanece assim por cerca de 15 minutos.

O registro mostra a criança com as algemas presas em torno dos bíceps, um pouco acima dos cotovelos. Isso porque seus punhos são muito pequenos para o equipamento. A organização Aclu lembra que normas sobre uso de algemas proíbem o emprego em crianças. O caso ocorreu em agosto de 2014, mas a ação judicial foi apresentada nesta semana. Segundo a acusação, a menina, L.G, da qual não há imagens, foi algemada com o mesmo método duas vezes.

Transtorno

Conforme a Aclu, o menino do vídeo, assim como a menina que também foi algemada, possuem diagnóstico de TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade). Nos episódios que foram alvo da denúncia, ambos foram castigados por comportamentos relacionados ao transtorno. (BBC Brasil)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Brasil perde dólares pelo terceiro mês e vê saída de 3,9 bilhões de dólares em julho
Janot é o mais votado em eleição para procurador-geral da República
Deixe seu comentário
Pode te interessar