Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Rio Grande do Sul CIO’s apontam maior produtividade dos setores de TI na pandemia

Compartilhe esta notícia:

SUCESU-RS promoveu live no Youtube

Foto: Pixabay
A transmissão é feita pelo canal no Youtube TV Seduc RS. (Foto: Pixabay/Reprodução)

Mesmo com todos os desafios que a pandemia de Covid-19 tem imposto aos setores de TI das empresas, os CIO’s vem observando um aumento na produtividade dos profissionais da área. Essa foi uma das constatações em comum apontadas por quatro executivos que participaram de live da SUCESU-RS no Youtube.

Além desse tema, eles abordaram desafios do home office, descentralização de sistemas, reuniões on-line, telemedicina, vendas e apoio de fornecedores. “Estamos com aumento de 15% na produtividade dos chamados via sistema, sem uso de hora-extra”, disse Fabricio Dhiel, do Hospital Mãe de Deus. Ele e os demais executivos creditam o dado a fatores como a eliminação do tempo de deslocamento ao trabalho no trânsito e menores distrações do ambiente.

André Rosa, da Rede Monjuá, também relatou um incremento na produtividade da área de TI e pensa que poderá ter dificuldade de fazer as pessoas voltarem do home office. Apesar da rede de varejo estar com suas lojas físicas fechadas, foi desenvolvido um aplicativo para vendas on-line.

Os CIO’s também citaram dificuldades na primeira semana do isolamento social. Valter Ferreira da Silva, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, falou dos desafios da área pública. “O HCPA é um modelo diferenciado e estamos num momento de muita quebra de paradigmas. A pandemia veio enquanto estamos aumentando 70% de nossa capacidade e tudo teve que ser agilizado, desde a adoção do trabalho remoto por algumas áreas até a agilidade nos processos de contratação”, contou.

Os executivos relataram ter colocado até 300 pessoas trabalhando remotamente em suas casas em poucos dias, enfrentando questões como a diferença de equipamentos e qualidade das redes residenciais.

Com três profissionais ligados à área da saúde na live, a telemedicina foi abordada no encontro. Fernando Ferreira, da CCG Saúde, comentou sobre como a empresa pivotou uma operação de implantação de sistemas para uma área de telemedicina. “Fomos uma das primeiras empresas do estado a implantar a telemedicina. Colocamos 30 computadores em um espaço, implantamos uma solução em uma das unidades praticamente do dia para noite, um grande desafio tecnológico e de processos, com decisões rápidas, mas necessárias”, comentou.

Veja algumas constatações em comum dos executivos:

· Apoio e disposição em agilizar processos por parte de fornecedores;

· Aumento de produtividade;

· Desafios em relação à segurança da informação, devido à descentralização do acesso das pessoas aos sistemas;

· Implantação de comitês de crise;

· Reuniões on-line mais objetivas e rápidas;

· Transferência de equipes com acesso aos sistemas em home office em tempo recorde;

· Implantação de sistemas novos de telemedicina ou vendas on-line com tempo recorde;

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Governo decide adiar o Enem; novas datas não foram divulgadas
Governador anuncia aprimoramento no cálculo do distanciamento controlado no RS
Deixe seu comentário
Pode te interessar