Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Mostly Cloudy

Capa – Magazine Com 50 milhões de posts, “Vingadores: Ultimato” é o filme mais tuitado da história

O Brasil foi um dos países mais participativos em discussões relacionadas ao filme. (Foto: Reprodução)

O filme “Vingadores: Ultimato” atingiu mais um recorde notável: segundo levantamento feito pelo Twitter, o último filme da “Fase 4” do universo cinematográfico da Marvel foi tuitado por aproximadamente 50 milhões de vezes na rede social de microblogs — metade desse número apenas na última semana, quando o filme estreou em 25 de abril.

O Brasil foi um dos países mais participativos em discussões relacionadas ao filme: o levantamento do Twitter nos coloca em segundo lugar na “rodinha de debate”, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

A pesquisa não elencou os números por país, apenas o total, mas você pode ver a lista a seguir: 1) EUA, 2) Brasil, 3) Filipinas, 4) Tailândia, 5) Malásia, 6) Japão, 7) Reino Unido, 8) México, 9) Indonésia e 10) França.

Outro dado interessante, mas não tão surpreendente, sobre o levantamento, é o de que Thanos foi o mais citado de todos os personagens da Marvel. Segundo a pesquisa, que não deu números específicos a isso, o vilão de Guerra Infinita e Ultimato aparece à frente de Thor, o segundo lugar.

Novamente, a lista: 1) Thanos, 2) Thor, 3) Homem de Ferro, 4) Capitão América, 5) Hulk, 6) Loki, 7) Homem-Aranha, 8) Viúva Negra, 9) Groot e 10) Nebulosa.

“Vingadores: Ultimato” é uma das produções mais populares dos estúdios Marvel, uma propriedade da Disney. Em seu final de semana de estreia, o filme arrecadou US$ 1,2 bilhão, sendo o maior alvo de pesquisas on-line até então: o interesse público pelo filme é tanto que até mesmo o site Pornhub viu as buscas por ele aumentarem em 3000%.

Cineastas brasileiros

Lançado semana passada, “Vingadores: Ultimato” ocupou mais de 2.700 das 3.300 salas do circuito cinematográfico e causou indignação de parte do setor audiovisual brasileiro. Para efeito de comparação, até a última quarta-feira (24), “Shazam!” e “Capitã Marvel”, estavam sendo exibidos em 975 salas.

Segundo alguns cineastas, “Vingadores: Ultimato” teria sido favorecido, principalmente, pela ausência da cota de tela para este ano, que espera para ser assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, e por regras de controle do setor criadas pela Ancine (Agência Nacional de Cinema) que não estão mais em vigor.

Em sua coluna, o jornalista Ancelmo Gois aponta que, por causa da estreia massiva do filme da Marvel, a comédia brasileira “De pernas pro ar 3”, com mais de um milhão de ingressos vendidos em duas semanas, perdeu 300 salas do circuito.

Mariza Leão, produtora do filme, argumenta ainda que o título ficou em 524 salas de 484 cinemas, dos quais apenas 132 colocam-no em salas com três a quatro sessões durante o dia. “Em 153 cinemas, o filme é colocado em duas sessões diárias, e em 199 cinemas, fica em apenas uma sessão diária. Isto é uma perversidade do ponto de vista cultural e econômico.”

Mariza enviou uma carta à diretoria colegiada da Ancine protestando justamente contra a falta de regras reguladoras do mercado cinematográfico. Além da ausência da cota de tela, ela menciona no texto a regra da “dobra”, segundo a qual os exibidores eram obrigados a manter o filme em cartaz se ele atingisse uma média de público.

“Filmes com performance acima de média saem de salas sem nenhuma explicação, sem nenhuma defesa. Tal fato gera prejuízos incalculáveis a investimentos tanto públicos quanto privados”, disse ela.

Outra regra da Agência de Cinema, derrubada pela Justiça Federal em novembro do ano passado, limitava a ocupação de 30% de um complexo por um único título. Em seu perfil no Facebook, o cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho, cujo filme “Bacurau” foi selecionado para a mostra competitiva do Festival de Cannes, publicou um comentário em que faz menção à regulamentação agora extinta.

“‘De pernas pro ar 3’ estava dando dinheiro. Quando o mercado corre sem lei, sua lógica é a de subtrair para ganhar, e não a de somar com diversidade. Os dois filmes poderiam ir bem, sem desequilíbrio”, comentou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Magazine

“O que é que está acontecendo?”: Sônia Abrão estrela divulgação do filme Cemitério Maldito
Descubra o que acontecerá com os heróis da Marvel após “Vingadores: Ultimato”
Deixe seu comentário
Pode te interessar