Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
27°
Fair

Economia Com impulso do FGTS, economia brasileira sinaliza aceleração no quarto trimestre

Compartilhe esta notícia:

Os bons números da economia têm levado a maioria dos analistas a revisar para cima as projeções de crescimento para 2020

Foto: Agência Brasil
Estiagem e pandemia da Covid-19 são apontadas como as causas da queda. (Foto: Agência Brasil)

Os principais dados econômicos de outubro reforçaram a avaliação de grande parte do mercado financeiro de que a economia brasileira deverá crescer, no mínimo, 0,6% no último trimestre de 2019, com grande possibilidade de aceleração em relação ao terceiro trimestre.

Depois da expansão de 0,6% no período de julho a setembro, em relação aos três meses anteriores, as estimativas para o fim do ano variam de 0,6% a 1% no período de outubro a dezembro.

A avaliação é de que as vendas da Black Friday e do Natal, com o impulso da liberação do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), vão ajudar a melhorar os dados dos últimos dois meses de 2019. Os bons números da economia têm levado a maioria dos analistas a revisar para cima as projeções de crescimento para 2020, que estão próximas de 2,5%, mais do que o dobro do 1,1% estimado para 2019.

Há dúvidas, no entanto, em relação ao desempenho dos investimentos, do setor industrial e do mercado de trabalho no próximo ano. Na sexta-feira (13), foi divulgado o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), que cresceu 0,17% em outubro, depois de avançar 0,48% em setembro na comparação mensal. Em relação ao mesmo período de 2018, o crescimento se manteve em 2,1%. Em 12 meses, continuou em 1%.

As pesquisas do IBGE de produção industrial, comércio e serviços mostraram crescimento no mês de outubro, em alguns casos, abaixo do verificado em setembro, mas acima do esperado pelos analistas para esse mês do ano.

Print Friendly, PDF & Email
tags: economia

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

As empresas não precisarão pagar ao governo federal a multa de 10% do FGTS a partir do ano que vem
O governo federal adiou o fim da cobrança de taxa de quem viaja para fora do País em aeroportos
Deixe seu comentário
Pode te interessar