Domingo, 20 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Fair

| CPI do BNDES ouvirá Joaquim Levy no dia 26 de junho

Compartilhe esta notícia:

Ex-presidente do BNDES, Joaquim Levy. (Foto: Antonio Cruz/Divulgação Agência Brasil)

Após pedir demissão da presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, será ouvido pela comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados. A CPI é o órgão que investiga supostas irregularidades no BNDES. A oitiva de Levy será no próximo dia 26 de junho, às 14h30.

O requerimento para a convocação de Levy já havia sido aprovado pela comissão em abril, segundo o presidente da CPI, deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP). Com isso, mesmo após ter se demitido do cargo, ele é obrigado a comparecer à comissão. “Quero acrescentar, a bem da verdade, que o senhor, então presidente do BNDES, Joaquim Levy, comprometeu-se com todos os contatos que teve com essa comissão a colaborar com os trabalhos da CPI. Portanto, nós imaginamos que a presença dele é muito importante para esclarecimento de vários fatos”, afirmou.

Nesta segunda-feira (17), o economista Gustavo Montezano foi escolhido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para presidir o BNDES, no lugar que Levy deixou.

Demissão
Joaquim Levy pediu demissão do cargo de presidente do BNDES na manhã do último domingo (16), um dia após ter sido alvo de críticas do presidente da República. No sábado (15), Bolsonaro disse que Levy estava “com a cabeça a prêmio há algum tempo. Estou por aqui com o Levy”, afirmou o presidente em frente ao Palácio da Alvorada, pouco antes de embarcar para um evento no Rio Grande do Sul.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de |

Sinal verde! Governo do RS anuncia R$ 301,4 milhões em investimentos nas estradas
Ministro do STF defende prisão de hackers que vazaram conversas sobre a Lava Jato
Deixe seu comentário
Pode te interessar