Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Mostly Cloudy

Capa – Caderno 1 Defensoria do RS dá início ao projeto Centro de Referência em Mediação e Conciliação

Oficina de Parentalidade: evento é gratuito e acontece no Auditório do ProconRS (Foto: Reprodução)

De forma pioneira no Brasil, a partir da próxima segunda-feira (10), a DPE/RS (Defensoria Pública do Rio Grande do Sul) dá início às atividades do projeto Centro de Referência em Mediação e Conciliação por intermédio de Oficina de Parentalidade oferecida aos seus assistidos como meio de educação em direitos e promoção do desenvolvimento harmônico e sustentável das famílias. O evento é gratuito e acontece no Auditório do ProconRS, rua Sete de Setembro, nº 723, com certificação de presença emitida pela Fundação Escola Superior da Defensoria Pública (Fesdep).

Segundo a dirigente do NUDEFAM (Núcleo de Defesa do Direito das Famílias) da DPE/RS, Patrícia Pithan Pagnussatt Fan, coordenadora do projeto, a oficina pretende, dentre outros objetivos, oportunizar o esclarecimento do cidadão acerca de seus direitos e deveres na área do Direito de Família e disponibilizar ferramentas para utilização da comunicação não violenta entre os membros da família, despertando, assim, o sentimento de pertencimento e de responsabilidade.

Patrícia refere, também, que é objeto da Oficina incentivar o acesso à justiça através de um conceito de harmonia e de sustentabilidade das relações familiares. “O sistema da mediação familiar como recurso de resolução dos conflitos, de forma autocompositiva, possibilita a capacitação dos pais em processo de divórcio quanto à forma de encarar os conflitos pacificamente, ocasionando melhor qualidade de vida para seus filhos”.

A oficina se constitui num importante repositório de informações técnicas e conceituais capazes de contribuir para melhoria do ambiente familiar e comunitário, ressalta Patrícia. “É um instrumento qualificado e multiplicador de conhecimento na esfera do Direito de Família, com conteúdos e conceitos aplicáveis por servidores e trabalhadores da rede pública de atendimento aos cidadãos, nos mais diversos serviços, principalmente àqueles com relevância nas relações familiares conflituosas”, justifica.

Patrícia acrescenta ainda que as Oficinas de Parentalidade, num primeiro momento, ocorrerão três vezes por semana, com duração de até quatro horas, atendendo 35 pessoas em cada edição, alcançando 420/mês selecionadas pelos servidores da Unidade Central de Atendimento e Ajuizamento (UCAA).

Serviço:

O quê? Projeto Centro de Referência em Mediação e Conciliação via Oficina de Parentalidade
Quando? 10 de abril (segunda-feira)
Onde? Auditório do ProconRS, rua Sete de Setembro, nº 723, 4º andar
Horário? das 13h30 às 17h30

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Federal prendeu o presidente da confederação de natação por desvio de 40 milhões de reais
Aeroporto Salgado Filho também é afetado com greve geral na Argentina
Deixe seu comentário
Pode te interessar