Segunda-feira, 28 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Mostly Cloudy

Notícias Depois de visitar a Estônia e a Suécia, missão gaúcha conhece o sistema nacional de socorro médico em Israel

Compartilhe esta notícia:

Serviço "Estrela de David Vermelha" unifica as chamadas de emergência no país. (Foto: Divulgação/MDA)

Em sua terceira e última etapa, a missão governamental e empresarial gaúcha que cumpre dez dias de visita à Estônia (Leste Europeu), Suécia (Escandinávia) e Israel (Oriente Médio) chegou à Tel-Aviv, onde permanecerá nos próximos dias. Neste fim de semana, o grupo conheceu uma tecnologia utilizada no serviço nacional de socorro médico: O MDA (“Magen David Adom”, ou “Estrela de David Vermelha”, na tradução do hebraico).

Trata-se de um sistema que concentra o atendimento das chamadas de emergência no país, que abriga 8 milhões de habitantes. Além de atuar de maneira organizada nos casos de acidentes urbanos, o MDA presta apoio nos casos de conflitos ou desastres naturais. Para isso, dispõe de uma rede de 14 mil voluntários, 3,5 mil socorristas, 1,9 mil funcionários, 900 ambulâncias, 200 motocicletas e dois helicópteros, com um foco principal: prestar socorro em até sete minutos.

“Por meio de um único aplicativo, conseguimos cobrir todos os 22 mil quilômetros quadrados de nosso território”, ressalta o coordenador de Gestão de Desastes de Israel, Chaim Rafalowski. “É um serviço nacional porque somos um país pequeno e também por questões econômicas. O MDA é uma organização não governamental remunerada pelos serviços públicos que presta.”

Rafalowski acrescenta que um dos fatores cruciais para o funcionamento do “Estrela de David Vermelha” é o papel desempenhado por seus 3,5 mil socorristas. Um aspecto inusitado é que, embora não sejam obrigados a atender um pedido, já que exercem outras atividades no dia-a-dia, eles podem ser acionados de acordo com a proximidade do incidente: “Quem estiver mais perto ajuda enquanto a ambulância não chega”.

A central de operações do MDA integra todos os chamados e atendimentos, permitindo o acompanhamento desde as primeiras informações e imagens do local até a chegada do socorro. Em alguns casos, as vítimas passam por exames preliminares que são transmitidos à distância para as unidades de emergência que serão deslocadas.

Visita

O primeiro dia do roteiro para conhecer o ambiente tecnológico de Israel terminou com uma visita ao Peres Center for Peace and Innovation. Na instituição, a delegação ouviu uma palestra sobre o histórico de empreendedorismo do país, fundado em maio de 1948, três anos após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Além de integrantes do governo gaúcho e empresários, participam da comitiva representantes da UFCSPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre), UPF (Universidade de Passo Fundo), Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Faculdade Imed (Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento) e regional da Assespro (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação).

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

O presidente da Câmara dos Deputados disse que não colocará em pauta o aumento de impostos até 2021
Os professores da rede pública do Rio Grande do Sul entram em greve a partir desta segunda-feira
Deixe seu comentário
Pode te interessar