Quarta-feira, 06 de julho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Desde que a Caixa liberou a nova versão do aplicativo do FGTS espertalhões aproveitam para tentar aplicar mais um golpe

Compartilhe esta notícia:

Golpistas tentam se aproveitar dos usuários que consultam o saldo. (Foto: Divulgação)

Desde que a Caixa Econômica Federal liberou a nova versão do aplicativo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em 8 de abril espertalhões aproveitaram para tentar aplicar mais um golpe. Eles disponibilizaram ferramentas falsas do benefício na internet, que podem acessar informações pessoais e a rede de contato dos usuários. Em tempos de consulta do saque extraordinário do fundo, os trabalhadores precisam ficar em muito alerta.

Para evitar cair no golpe, os trabalhadores precisam verificar o desenvolvedor do aplicativo antes de instalá-lo. A ferramenta original é desenvolvida pela Caixa Econômica e pode ser baixada no site oficial do banco (fgts.caixa.gov. br), essa é maneira mais segura de instalar o app. No mesmo endereço eletrônico, é possível fazer a consulta online do saldo do fundo sem precisar instalar o aplicativo.

A Caixa ressalta ainda que não envia mensagens com solicitação de senhas, dados ou informações pessoais. Também não manda links ou pede confirmação de dispositivo ou acesso à conta por e-mail, SMS ou WhatsApp.

Se o aplicativo falso já foi baixado, a recomendação é desinstalá-lo imediatamente. No caso das pessoas que já forneceram seus dados pessoais, como telefone e e-mail, é preciso aumentar a atenção, porque os golpistas podem utilizar essas informações para tentar roubar senhas de banco e extorquir dinheiro.

Além de poder consultar o FGTS pelo site da Caixa e pelo aplicativo, disponível para Android e iOS, o trabalhador também pode ir até uma agência da Caixa para verificar seu saldo na conta vinculada.

Se optar pelos meios digitais, o cliente terá que informar o número de identificação Social (NIS) (PIS/ Pasep) ou CPF, clicar em “não sou um robô” e depois em “continuar”. No caso do aplicativo, especificamente, o CPF será pedido para acessar a ferramenta.

O aplicativo oficial da Caixa permite o acesso ao saldo, data disponível para saque e inclusão de informações cadastrais para a criação de conta poupança social digital, aberta automaticamente pela instituição em nome dos trabalhadores para liberação do benefício.

O trabalhador pode solicitar o retorno do valor creditado para a conta do FGTS e Informar que não deseja receber o dinheiro que, neste caso, continua na conta do FGTS.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Ministério da Saúde monitora sete casos suspeitos de hepatite em crianças
Relatório da Fiocruz indica aumento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave no Rio Grande do Sul
Deixe seu comentário
Pode te interessar