Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Light Rain

Brasil Desigualdade de renda atinge patamar histórico no Brasil

Compartilhe esta notícia:

o 1% mais rico - somente 2,1 milhões de pessoas - tinha renda média de R$ 16.297 por pessoa. (Foto: Pixabay)

Desigualdade de renda dos brasileiros alcançou o maior patamar já registrado no primeiro semestre deste ano. É o que fiz a pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/IBRE). De acordo com o estudo, o índice que mede a disparidade de renda vem subindo consecutivamente desde 2015 e em março atingiu o maior número desde o início da série histórica, em 2012.

O indicado utilizado pela pesquisa é o índice de Gini, que monitora a desigualdade de renda em uma escala de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, maior é a desigualdade do país. Em março, o Brasil ficou com 0,627.

A pesquisa também mostrou que as pessoas que recebem menos sofreram mais com a crise quando em comparação com os que possuem maior renda. Ademais, os mais pobres também estão tendo maior demora para se recuperar da crise financeira do que os mais ricos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Fies tem 61% de vagas ociosas em 2019
Campanha de vacinação contra o sarampo será realizada em junho 
Deixe seu comentário
Pode te interessar