Sábado, 28 de maio de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Você viu? Em Marte, robô chinês encontra indícios da existência de água na superfície do planeta por mais tempo do que se pensava

Compartilhe esta notícia:

Zhurong rover olhando para o módulo de pouso. Vista da área de pouso, das trilhas das rodas e de uma pequena duna de areia.

Foto: CSNA/Divulgação
Zhurong rover olhando para o módulo de pouso. Vista da área de pouso, das trilhas das rodas e de uma pequena duna de areia. (Foto: CSNA/Divulgação)

Minerais hidratados descobertos por um robô da China numa vasta bacia – que se acredita ser o local de um antigo oceano em Marte – sugerem a presença de água na superfície do planeta por mais tempo do que se pensava, disseram cientistas chineses.

De acordo com uma análise dos dados enviados pelo rover Zhurong, foram detectados sinais de água em amostras de minerais de “apenas” 700 milhões de anos atrás, afirmam os autores de um artigo publicado na quarta-feira (11) na revista científica “Science Advances”.

O solo contendo os minerais da amostra encontrada por Zhurong tinha uma crosta dura que poderia ter sido formada pelo aumento da água subterrânea ou pelo gelo derretido que havia evaporado desde então, escreveram os cientistas chineses.

O rover chinês vem explorando a vasta planície de Utopia Planitia desde seu pouso no planeta, em maio de 2021. Zhurong viajou cerca de 2 quilômetros de seu local de pouso enquanto coleta dados sobre o terreno.

Planeta em mudança

Marte já foi quente e úmido há bilhões de anos, mas algo mudou e fez com que o planeta se tornasse o deserto árido e congelado que é hoje. O planeta vermelho entrou nesse período durante o que é chamado de época amazônica, que começou há cerca de 3 bilhões de anos e continua em andamento.

“O mais significativo e inovador é que encontramos minerais hidratados no local de desembarque que fica no jovem terreno amazônico, e esses minerais hidratados são (indicadores) para as atividades aquáticas, como água subterrânea”, disse Yang Liu, principal autor do estudo. Liu, pesquisador do Laboratório Key do Clima Espacial da Academia Chinesa de Ciências e do Centro de Excelência em Planetologia Comparativa.

Os pesquisadores analisaram os dados do rover Zhurong sobre os sedimentos e minerais encontrados na bacia, bem como a análise realizada por vários instrumentos do rover em seus arredores. Eles encontraram sílica hidratada e sulfatos, semelhantes a minerais hidratados descobertos por outras missões que estudam diferentes regiões do planeta vermelho.

Os minerais estavam contidos em rochas de tons brilhantes, onde as cores ajudam a mostrar sua composição. Os pesquisadores determinaram que essas rochas no local de pouso formam uma camada de duricrust – camada sólida na superfície do solo. Esse tipo de camada pode se formar quando uma quantidade substancial de água, seja subindo as águas subterrâneas ou derretendo o gelo subterrâneo, basicamente transforma o solo em uma crosta dura quando a água evapora.

A descoberta desta camada, que é mais espessa do que duricrust provavelmente formado por vapor de água atmosférico encontrado em outros locais de pouso em Marte, sugere que Utopia Planitia teve um ciclo de água mais ativo dezenas de milhões de anos atrás do que os cientistas esperavam.

Isso aumenta a crescente evidência descoberta pelas missões marcianas de que o planeta vermelho passou por ciclos de estar úmido e quente ou seco e frio, em vez de fazer uma mudança climática duradoura e dramática. Esses fluxos e refluxos climáticos podem ter sido o resultado de vulcões ativos ou impactos de outros objetos celestes, disse Yang.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Você viu?

Miss Brasil 2022: Giovanna Reis, do Paraná, vence concurso e segue para disputa mundial
Vencedor do Oscar, ator Nicolas Cage trabalhou, nos últimos anos, como poucos para pagar suas dívidas
Deixe seu comentário
Pode te interessar