Sexta-feira, 14 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Light Drizzle

Notícias Em menos de 48 horas, um passageiro recebeu de volta a carteira com mil e 200 reais que esqueceu dentro do táxi

Compartilhe esta notícia:

José Roberto (E) emocionou-se com a atitude do taxista (D). (Foto: Divulgação/EPTC)

Das tantas histórias que testemunhou ou mesmo protagonizou em quatro décadas como taxista em Porto Alegre, Luiz Conceição Pires, 72 anos, é bem provável que a mais recente seja contada e recontada com orgulho por seus sete filhos, 23 netos e 22 bisnetos: o dia em que ele encontrou – e devolveu – uma carteira com R$ 1,2 mil, esquecida por um passageiro.

O episódio, que mereceu destaque no site da prefeitura da capital gaúcha, ocorreu nesta semana. Após uma corrida na área central da cidade no domingo, Pires encontrou o objeto (que também continha documentos e cartões de débito e crédito) em seu carro, um Corsa.

Com o auxílio da EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), ele conseguiu fazer a entrega, para satisfação do dono da carteira, o aposentado José Roberto Alff, ex-funcionário da Receita Federal e morador do bairro Jardim Europa (Zona Leste).

“Passei um final de semana cheio de preocupações, pensando no dinheiro perdido e também na maratona que iria enfrentar para fazer novamente toda a documentação. Só posso elogiar esta atitude, verdadeiro exemplo de honestidade”, emocionou-se o passageiro.

Não foi a primeira vez

O taxista, por sua vez, relatou que esta não foi a primeira vez que devolveu alguma coisa perdida em seu carro. Contou, ainda, que nem sempre foram positivos os conselhos que recebeu de terceiros sobre qual a atitude a ser tomada nesses casos:

“Alguns me falaram para ficar com o dinheiro, oportunidade até para comprar uma bateria, um sonho antigo para quem gosta muito de música. Mas eu nunca faria uma coisa dessas. Já devolvi muitos celulares, dentre outros objetos. Sou uma pessoa de fé, acredito em Deus. Quem faz o bem, recebe o bem. Vivo sempre assim, com alegria, honestidade, de bem com a vida, rodeado de amigos. É o que se leva da vida, que, infelizmente, é muito curta”.

O gerente Luciano Souto, da EPTC, contribuiu para o esforço de localização do dono da carteira, com diversos contatos até que o objetivo fosse cumprido: “Foi um verdadeiro trabalho de pesquisa, já que o número do telefone marcado em um documento estava desatualizado. Mas, no final, deu tudo certo. Parabéns ao Luiz Conceição pela atitude, um exemplo positivo de vida, que valoriza também a sua categoria!”.

(Marcello Campos)

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Ministério Público Federal pede suspensão do decreto das armas de Bolsonaro
Onze medidas provisórias perdem validade se não forem votadas no Congresso em três semanas
Deixe seu comentário
Pode te interessar