Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Notícias Em qual idade você atingirá o pico de sua autoestima? A ciência responde

Compartilhe esta notícia:

Estudiosos explicam que a autoestima segue uma curva crescente até os 70 anos de idade. (Foto: Reprodução)

A autoestima é uma das principais bases para o bem-estar. Ela nos traz confiança e coragem para encarar os desafios da rotina de maneira leve. E segundo um estudo feito pela Universidade de Bern, existe uma idade em que nossa segurança atinge o seu pico.

Analisando todas as fases de crise existencial que experienciamos da adolescência até a meia idade, os estudiosos chegaram à conclusão que nós estamos mais felizes aos 60 anos de idade.

Os cientistas afirmaram que seus dados são os primeiros a comprovarem que apesar de a autoestima ser uma batalha altamente pessoal, ela tende a seguir um padrão em todas as pessoas.

Como a autoestima é criada em cada um de nós

A autoestima é potencializada, reduzida ou estabilizada dentro de nós por diversos fatores: Interações, relacionamentos, conquistas, perdas, ganho de peso e problemas médicos são apenas alguns deles. E antes da década de 80, os psicólogos acreditavam que ela não tinha seus níveis aumentados após a chegada da idade adulta. Entretanto, a realidade atual é diferente.

Como o estudo foi feito

Para mapear os padrões da autoestima, os pesquisadores analisaram dados de 200 estudos publicados anteriormente sobre o tema. Estes estudos continham informações de mais de 165 mil pessoas, que tinham entre quatro e noventa e quatro anos.

Conclusões

Por mais que tenhamos momentos de crise existencial, nossa autoestima raramente sofre quedas. Dos quatro aos onze anos de idade, ocorre um significativo aumento em nossa confiança. Aos 20 anos, temos a maior potencialização de nosso bem-estar. Aos 30 anos, atingimos o pico de nossa independência, e a autoestima se estabiliza.

Após três décadas, ela continua a aumentar lentamente, até atingir seu pico aos 60 anos de idade. Isto dura até os 70 anos de idade, que é quando a autoestima começa a ser reduzida por problemas de saúde. Então, aos 90 anos de idade, sofremos a maior queda em nossos níveis de confiança.

Aqui vão 10 atitudes que podem ajudar você a melhora sua autoestima:

Elimine a culpa

Um dos principais motivos para uma baixa autoestima é o sentimento constante de culpa. Seja por não estar fazendo algo ou por aquilo que foi feito, é muito comum segurarmos a sensação de que somos culpados pela vida que estamos levando. Procure eliminar esse sentimento.

Não se compare com os outros

O mundo em que vivemos é sustentado pela competitividade. Isso nos faz acreditar que nosso próprio sucesso pessoal ou profissional só será alcançado quando superarmos o de outras pessoas. Deixe as comparações todas de lado. Cada ser é tão único, complexo, cheio de experiências, dores e felicidades como você. 

Não generalize suas experiências

Não é porque você cometeu um erro no passado que agora irá cometê-lo novamente. Não estamos aprisionados nos conceitos que criaram para nós ou que nós mesmos criamos.

Confie em si mesmo

Não espere que os outros te deem a motivação necessária para agir. Encontre forças em si para confiar nos seus movimentos e levar sua vida para onde você deseja.

Seja mais compassivo com seus erros

Não foi dessa vez? Não deixe que um erro cometido seja razão para que você desanime. Se você consegue perdoar os outros, precisa conseguir perdoar a si mesmo também.

Entenda o que funciona para você

O que te faz se sentir mais autoconfiante é praticar um exercício? Aprender algo novo? Fazer alguma atividade em que você já tem domínio? Ter um contato mais próximo com uma comunidade? Praticar a solidariedade? Encontre o que funciona para a sua situação.

Seja sincero consigo mesmo

Da mesma forma que mentir para os outros é prejudicial, mentir para nós mesmos também nos faz cair em situações danosas. Seja sincero com suas dificuldades e facilidades. 

Comece a agradecer

Ser grato tem a força de cultivar melhores experiências. Quando notamos todo o bem que há ao nosso redor, especialmente o bem que há dentro de nós e nas ações que fazemos no mundo, somos mais felizes e conseguimos nos impulsionar para melhores atitudes.

Comemore suas vitórias

Certamente sua vida não foi só feita a partir de erros. Só o fato de você existir e estar vivo já é uma vitória para ser comemorada. Faça com que cada novo objetivo alcançado seja um impulso positivo e contente, que te leve em direção de seu equilíbrio físico e mental.

Viva no presente

O mais importante ato de crescimento da autoestima é viver no agora. Não importa o que já foi feito ou o que acontecerá, o que você pode fazer neste momento para ser mais confiante e se alegrar mais por seu próprio ser? Viver no presente é o melhor presente que você pode dar a si.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Michel Temer fecha acordo com o Supremo por reajuste de 16,38% aos juízes
Veja a foto oficial da primeira transexual a disputar o Miss Universo
Deixe seu comentário
Pode te interessar