Terça-feira, 26 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Cloudy

Bem-Estar Em tempos de pandemia, hospital de Pernambuco promove visitas online

Compartilhe esta notícia:

Objetivo é manter o vínculo entre a pessoa internada e sua rede de apoio social durante o internamento.

Foto: Divulgação
Objetivo é manter o vínculo entre a pessoa internada e sua rede de apoio social durante o internamento. (Foto: Divulgação)

O Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco, vinculado à Rede Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), precisou restringir o fluxo de pessoas na unidade para proteger seus pacientes e colaboradores de contaminações pelo novo coronavírus. Entre as medidas tomadas, foram suspensas as visitas aos internados em setores como a UTI e a sala de Emergência. E para diminuir os impactos emocionais causados nos pacientes pelo afastamento provisório de seus familiares, começou a promover encontros virtuais utilizando tablets. O principal objetivo é manter o vínculo entre a pessoa internada e sua rede de apoio social durante o internamento.

De acordo com a terapeuta ocupacional do hospital, Iara Góes, com a visita remota, é possível manter parte da rotina diária do paciente, mesmo que de forma adaptada. “O contato do paciente com o familiar pode reduzir os níveis de estresse, e fortalecê-lo nesse momento do adoecimento, além de contribuir para a manutenção de capacidades cognitivas relativas à sua biografia e a sua identidade pessoal”, comentou.

Os psicólogos e terapeutas ocupacionais da unidade avaliam alguns aspectos relacionados aos participantes da visita online como: a capacidade do paciente para a comunicação, seu estado psíquico e emocional, como também o próprio desejo em realizar o encontro virtual. A equipe também está atenta em manter a higienização dos equipamentos para evitar contaminações.

A estudante de Engenharia Agronômica Raiz Tamarini de Oliveira, visitou o seu pai virtualmente e apoiou a iniciativa dos profissionais. “Mesmo tendo total confiança no atendimento dado no hospital, a gente tem a necessidade de ver como ele está, de dizer que vai ficar tudo bem, e sei que ele sente saudades também. Então foi muito reconfortante vê-lo, mesmo que a distância”, contou.

A princípio, apenas os pacientes da UTI estão participando das visitas remotas, mas os colaboradores estão se organizando para ampliar a ação para todo o HU.

Desde os primeiros anúncios sobre o Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhando em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos COE (Centros de Operações de Emergência) desses órgãos, e tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 40 unidades hospitalares. Também tem atuado na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas.

Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência ao enfrentamento do Covid-19, enquanto que em outras, atuam como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população, por meio do Sistema Único de Saúde.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Bem-Estar

O primeiro deputado condenado pelo Supremo na Operação Lava-Jato não consegue ir para a prisão domiciliar por causa do coronavírus
Fiocruz divulga possível eficácia de medicamento contra covid-19
Deixe seu comentário
Pode te interessar