Sábado, 12 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Saúde Estudo alemão descobre proteína associada à longevidade

Compartilhe esta notícia:

A proteína está presente nos neurônios dentro do sistema nervoso central. (Foto: Reprodução) 

Uma proteína produzida pelas células nervosas pode ser uma forma eficaz de avaliar a saúde de pessoas que estão envelhecendo. De acordo com um estudo publicado recentemente na revista científica Nature Ageing, níveis sanguíneos da proteína neurofilamento de cadeia leve (NfL, na sigla em inglês) estão diretamente associadas à longevidade.

No estudo, pesquisadores da Universidade de Tübingen, na Alemanha, analisaram os níveis de NfL no sangue de 180 pessoas na casa dos noventa anos e de 135 pessoas que tinham 100 anos. Os resultados mostraram que tanto em nonagenários quanto em centenários, níveis mais baixos da proteína estavam correlacionados com sobrevida mais longa.

Estudos anteriores já haviam mostrado que os níveis de NfL no sangue aumentam após danos cerebrais e o aparecimento de doenças neurodegenerativas. Dessa maneira, a proteína funciona como um biomarcador. Caso sejam detectados níveis altos, o indivíduo pode estar sofrendo de alguma lesão neuronal, o que está diretamente associado a um tempo de vida mais curto ou a presença de alguma doença neurodegenerativa. Agora, eles também sugerem que medir os níveis dessa proteína pode ser uma melhor forma de predizer o risco de mortalidade de idosos em idade avançada, em comparação com outros marcadores, como níveis de atividade ou funcionamento cognitivo.

Dicas para envelhecer bem

Chegar à terceira idade gozando de uma boa saúde física e mental depende muito de nós. Se fizermos o dever de casa, ou seja, se começarmos a nos cuidar da maneira certa desde já, com certeza, chegaremos lá com mais saúde, menos doença e uma qualidade de vida melhor. Confira algumas dicas valiosas para quem deseja ter uma velhice mais saudável, feliz e tranquila.

Alimente-se bem: A alimentação saudável e balanceada é um dos pilares para uma boa saúde em todas as fases da vida. Legumes, frutas e verduras não podem faltar no cardápio de quem quer envelhecer bem, assim como alimentos ricos em cálcio, como leite e seus derivados, além dos vegetais como couve, brócolis e espinafre, ricos em vitamina A e bons para a memória.

Cuide da sua saúde mental: A depressão e as doenças neurodegenerativas são mais frequentes na terceira idade. Por isso, durante a juventude, é preciso cuidar bem da sua saúde mental para chegar bem à longevidade. Atividades como a leitura, jogos que estimulam o raciocínio e o convívio social são importantes para atingir a velhice com uma mente mais equilibrada.

Faça atividades físicas: Engana-se quem pensa que idosos não podem fazer atividades físicas. O ideal é começar ainda jovem a se movimentar, escolhendo uma atividade do seu gosto e nunca mais parar. Mexa-se.

Fortaleça as suas relações pessoais: É importante investir tempo e dedicação nas relações que surgem ao longo da vida, para que na velhice você ainda tenha amigos fiéis para conversar sempre que precisar.

Planeje a sua velhice: Durante a juventude, muitas pessoas acabam não pensando na velhice e, por isso, negligenciam cuidados básicos com o próprio corpo. Por isso, dicas como não esquecer de se hidratar e manter a qualidade do sono, com noites bem dormidas, por exemplo, são fundamentais para alcançar terceira idade com mais saúde.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Lote com 5,7 milhões de doses de vacinas começa a ser distribuído, diz Ministério da Saúde
Rio Grande do Sul acumula mais de 26.500 casos fatais de coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar