Domingo, 28 de novembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Explosões deixam dezenas de mortos e feridos no aeroporto de Cabul, no Afeganistão

Compartilhe esta notícia:

Otan confirmou que houve um atentado terrorista

Foto: Reprodução de Vídeo
(Foto: Reprodução de Vídeo)

Duas explosões deixaram pelo menos 70 mortos e 140 feridos no aeroporto de Cabul, capital do Afeganistão, nesta quinta-feira (26). A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) confirmou tratar-se de um atentado terrorista.

Segundo o Pentágono, entre os mortos há 12 militares americanos e ao menos 15 agentes feridos. O ataque ocorreu após Estados Unidos, Reino Unido e Austrália alertarem para o risco de um atentado “iminente” no local.

O braço afegão do Estado Islâmico (EI-K) assumiu a responsabilidade do ataque, segundo a agência vinculada ao grupo extremista, Amaq News. O EI-K é mais radical do que o Talibã e criticou o acordo de paz responsável pela retirada estrangeira do Afeganistão.

EUA e Talibã ainda não atribuíram oficialmente o ataque a autores específicos. No entanto, o general do Exército dos EUA, Frank McKenzie, disse em entrevista coletiva que os terroristas responsáveis pelas explosões “pareciam ser membros do EI”.

O secretário de Defesa dos EUA, Lloyd J. Austin III, lamentou as mortes dos militares que atuavam no controle do aeroporto em um comunicado, mas confirmou que a retirada continua. “Terroristas tiraram suas vidas no exato momento em que as tropas tentavam salvar a vida de outras pessoas”, escreveu Austin. “Não seremos dissuadidos da tarefa que temos em mãos.”

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que “condena veementemente o horrível ataque terrorista fora do aeroporto de Cabul”. “Nossa prioridade continua sendo evacuar o máximo de pessoas para um local seguro o mais rápido possível”.

O porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, afirmou que “o Emirado Islâmico condena veementemente o bombardeio de civis no aeroporto de Cabul, ocorrido em uma área onde as forças dos Estados Unidos são responsáveis pela segurança”.

O aeroporto internacional Hamid Karzai é a única porta de saída do país para milhares de estrangeiros e afegãos que tentam, desesperados, embarcar nos voos de retirada organizados pelos países ocidentais.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Brasil cria 316.580 empregos com carteira assinada em julho
Pré-selecionados do Prouni têm até esta sexta-feira para comprovar dados
Deixe seu comentário
Pode te interessar