Quarta-feira, 15 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

Geral Flores são símbolo de presença no Dia das Mães e fortalecem a esperança por dias melhores na pandemia do coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Campanha pretende aumentar vendas de flores para a data comemorativa. (Foto: Reprodução)

Em tempos de isolamento social, as flores ganharam um significado ainda mais forte, representando a presença de cada filho no Dia das Mães, comemorado neste domingo (10) num contexto nunca antes vivenciado pela sociedade atual.

Uma campanha da Secretaria de Agricultura do Rio de Janeiro estimulou a população a comprar flores para as mamães. Os arranjos para venda no varejo têm valores que variam entre R$ 30 a R$ 50.

“Desde a epidemia, a gente não vendeu mais nada. A gente descia três vezes por semana pro Cadeg, fora os clientes que vinham buscar as flores aqui, direto na plantação. Agora não estamos vendendo nada”, conta o produtor José Hernane Bom, que viu muitas flores morrerem nesses últimos dois meses.

De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater, Martinho Bello, os preços dos arranjos foram calculados de forma estratégica. “São valores muito baratos perto dos praticados no comércio com a intensão, exatamente, de poder vender e minimizar as perdas dos produtores de flores da região”.

A ação deu tão certo, que as entregas aconteceram em três cidades neste sábado (9): Nova Friburgo, Niterói e Rio de Janeiro. As flores chegam à casa das mães via delivery.

“O telefone não parou de tocar. O retorno foi tão positivo que ainda não conseguimos fazer o levantamento de quantas arranjos e buquês foram vendidos”, conta Martinho Belo.

O descarte de flores em Nova Friburgo tem sido uma constante no município, que é um dos maiores produtores do Brasil, desde que a pandemia da Covid-19 fez com que eventos como casamentos, aniversários e até velórios, fossem cancelados para evitar aglomerações e, por consequência, o contágio.

De acordo com dados da Emater-Rio, 220 famílias vivem da produção de flores e plantas ornamentais na cidade. Com a paralisação nas vendas, cerca de 500 mil maços de flores já precisaram ser descartados. Um prejuízo que já chega a R$ 4 milhões.

Ainda de acordo com levantamento da Emater, o prejuízo estimado para Nova Friburgo, caso a pandemia não acabe nas próximas semanas, é de mais de R$ 10 milhões.

De acordo com o secretário estadual de Agricultura, Marcelo Queiroz, além da campanha de vendas para o Dia das Mães, outra ação foi criada para minimizar os prejuízos nesse período.

“O Agrofundo, que é o fundo que financia o pequeno produtor rural, vai disponibilizar até três milhões de reais em linhas de crédito individuais de até 10 mil reais para o produtor de flor de corte, que é o nicho mais prejudicado, com carência de dois anos”, afirmou Marcelo.

“As flores transmitem paz, amor, alegram o ambiente. E os arranjos são feitos com muito amor”, afirma a produtora de flores Lorraine Dias.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Fraude de R$ 33 milhões na compra de respiradores em SC pode levar à renúncia do Governador.
Sem beijos e abraços, médicos orientam os festejos do Dia das Mães com a ajuda da tecnologia
Deixe seu comentário
Pode te interessar