Sábado, 08 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fair

Mundo Governo da Dinamarca cria o Passaporte Covid-19 Negativo

Compartilhe esta notícia:

O objetivo do documento é facilitar a vida dos dinamarqueses que pretendem viajar para países onde o teste de coronavírus é necessário

Foto: Reprodução
O objetivo do documento é facilitar a vida dos dinamarqueses que pretendem viajar para países onde o teste de coronavírus é necessário. (Foto: Reprodução)

Pioneiro na Europa, o Passaporte Covid-19 Negativo foi criado pelo governo da Dinamarca e vai funcionar como uma garantia para que os viajantes dinamarqueses possam visitar outros países que abriram as fronteiras e têm baixa incidência de contágio de Covid-19.

O documento pode ser obtido de forma digital no site do Ministério da Saúde da Dinamarca, de forma gratuita, depois que o residente dinamarquês realizar um teste e o resultado der negativo. O objetivo do documento é facilitar a vida dos dinamarqueses que pretendem ir para países onde o teste é necessário.

O anúncio do novo documento foi feito nesta semana pelo ministro da Saúde, Magnus Heunicke. Ele enfatizou que ‘‘o país quer facilitar a entrada de todos os dinamarqueses, especialmente para viagens de negócios em outros países’’. O passaporte, apesar de digital, pode ser impresso e terá o selo do Ministério da Saúde, Ministério das Relações Exteriores e da Polícia Nacional da Dinamarca.

Critérios para obtenção do documento

O teste para detectar a doença deve ser realizado pelo menos sete dias antes da impressão do documento, que só poderá ser emitido para pessoas com mais de 18 anos. No entanto, as crianças também poderão fazer o pedido a partir de meados deste mês.

Já os exames para detectar a Covid-19 podem ser realizados de forma gratuita em um dos 17 centros de testes que estão espalhados pelo país. Esses centros estavam programados para serem desativados em novembro deste ano, mas vão funcionar até ao final de 2021.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

ONU alerta que o coronavírus deixará 45 milhões de novos pobres na América Latina
Hong Kong fechará escolas após novos casos de coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar