Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Grêmio Grêmio vence o Flamengo por 1 a 0 no Brasileirão e pode deixar a zona de rebaixamento na próxima rodada

Compartilhe esta notícia:

Tricolor gaúcho chegou à sua segunda vitória consecutiva na competição. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Em jogo válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Grêmio emendou a segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro ao vencer fora de casa o Flamengo por 1 a 0, na noite deste domingo (19). O gol foi do atacante Borja e elevou o Tricolor para o 17º lugar (22 pontos), com chance de deixar a zona do rebaixamento já no próximo fim de semana, contra o Athletico-PR.

Já o Rubronegro carioca se manteve na terceira colocação (34 pontos). No topo da tabela está o Atlético-MG (45), seguido pelo Palmeiras (38).

O jogo também foi marcado pelo desperdício de uma penalidade pelo Grêmio – o goleiro anfitrião defendeu o chute de Borja, já nos descontos do segundo tempo. Houve, ainda, uma confusão, durante a comemoração do gol gremista.

Borja, que já vinha se estranhando com Diego Alves e Rodrigo Caio, provocou a dupla e Gabigol foi tirar satisfação. Diego Souza, que estava no banco de reservas do Grêmio, partiu para cima do camisa 9 do Flamengo.

A confusão se arrastou até os corredores que levam aos vestiários do Maracanã. O técnico flamenguista Renato Portaluppi (ex-Grêmio) e o lateral gremista Rafinha (ex-Flamengo) precisaram agir como mediadores, a fim de acalmar os ânimos.

Duelo no Maracanã

Disputada no estádio Mararanã, a partida começou com maior posse de bola adversária, com os donos da casa controlando as ações da partida. O Tricolor buscou o ataque e chegou em algumas oportunidades.

Aos 10 minutos, o Flamengo chegou com uma boa trama. Gabriel Barbosa fez uma tabela com Everton Ribeiro, e então tentou a finalização, mas o goleiro gremista Gabriel Chapecó defendeu. Em nova oportunidade, foi a vez de Vitinho ser lançado na área, mas acabou bloqueado ao chutar. No rebote, Everton Ribeiro mandou pra fora, com 12’ jogados.

O Tricolor tentou um novo ataque com Ferreira, que recebeu na esquerda e mandou a gol, mas Willian Arão cortou a escanteio. Vanderson cobrou e Vitinha cortou. Outra tentativa gremista saiu dos pés do lateral, que colocou a bola na cabeça de Borja. O centroavante desviou, mas para fora, aos 18’.

aos 24 minutos, o Grêmio teve mais um bom momento com Ferreira, que fez uma boa jogada individual pela meia esquerda, invadiu a área e cruzou rasteiro. A bola passou por todos e ao final, Borja ajeitou para Villasanti mais atrás. O meia chutou, obrigando Diego Alves a fazer a defesa.

Na reta final, o Tricolor conseguiu abrir o marcador, já nos acréscimos, aos 47’. Ferreira fez um cruzamento preciso na cabeça de Borja, que subiu e mandou para o fundo da rede, colocando os gremistas na frente.

No segundo tempo, o Grêmio voltou a campo com a mesma formação para a etapa complementar. O Flamengo teve uma oportunidade logo aos 2 minutos, em bola parada. Éverton Ribeiro colocou na área e Chapecó saiu para afastar de soco. No lance, o goleiro dividiu com Ruan e precisou de atendimento, sendo substituído por Brenno.

Com 33 minutos, o Grêmio teve uma falta da intermediária, próximo a grande área. Vanderson cobrou, mandando direto, mas para fora, sem perigo.

O Grêmio ainda teve um pênalti a seu favor aos 51’, com um lance revisado pelo VAR. Borja cobrou, mas Diego Alves defendeu, no canto direito. Devido às diversas paralisações, a partida só chegou ao fim quando o relógio do juiz marcava 57 minutos, 12 a mais que o tempo regulamentar.

Ficha técnica

– Flamengo: Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Andreas Pereira (Thiago Maia), Everton Ribeiro (Bruno Henrique) e Vitinho (Pedro); Michael (Kenedy) e Gabigol. Técnico: Renato Portaluppi;

– Grêmio: Gabriel Chapecó (Brenno); Wanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha (Bruno Cortez); Thiago Santos, Lucas Silva (Matheus Sarará), Villasanti e Alisson (Diogo Barbosa); Ferreirinha (Léo Pereira) e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari;

– Árbitro: Marielson Alves Silva (BA), auxiliado por Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA). VAR: Braulio da Silva Machado (SC);

– Cartões amarelos: Isla, Rodrigo Caio e Bruno Henrique pelo Flamengo, mais Borja, Thiago Santos, Vanderson e Matheus Sarará no lado do Grêmio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Grêmio

Começam momentos decisivos no PSDB para que o governador gaúcho Eduardo Leite seja candidato à Presidência da República
Bolsonaro sanciona Lei do Mandante e muda direitos de transmissão no futebol
Deixe seu comentário
Pode te interessar