Terça-feira, 27 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Light Rain

Brasil Inflação para o consumidor recua na última semana de outubro

Compartilhe esta notícia:

O IPC-S foi divulgado pela Fundação Getulio Vargas. (Foto: Divulgação)

O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor – Semanal) variou 0,09% na última semana de outubro, ficando 0,02 ponto percentual abaixo da taxa registrada na semana anterior. Com esse resultado, o indicador acumula alta de 2,81% no ano e de 2,93% nos últimos 12 meses, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (01) pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Nesta apuração, cinco das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Habitação (-0,32% para -0,40%). Nessa classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de -2,63% para -3,33%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos Transportes (0,23% para 0,20%), Comunicação (0,11% para -0,09%), Educação, Leitura e Recreação (0,06% para -0,03%) e Vestuário (0,18% para 0,13%). Nessas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens óleo diesel (3,93% para 2,97%), tarifa de telefone móvel (0,27% para -0,13%), show musical (0,86% para 0,26%) e roupas (0,27% para 0,15%).

Em contrapartida, os grupos Alimentação (-0,37% para -0,28%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,26% para 0,29%) e Despesas Diversas (0,27% para 0,38%) apresentaram avanço em suas taxas de variação. Nessas classes de despesa, vale citar os itens hortaliças e legumes (-6,23% para -5,68%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,15% para 0,36%) e serviço religioso e funerário (0,03% para 0,31%).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Autor da facada em Bolsonaro recusa delação premiada e repete que agiu sozinho
Bolsonaro diz que não irá à posse do presidente eleito na Argentina
Deixe seu comentário
Pode te interessar