Terça-feira, 04 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Mundo Inglaterra diz que grupo ligado ao Estado Islâmico pode estar por trás da queda do avião russo no Egito

Compartilhe esta notícia:

Queda do avião deixou 224 mortos no sábado (Foto: Reprodução)

A Inglaterra afirmou nesta quinta-feira (05) que há uma significativa possibilidade de que um grupo ligado ao Estado Islâmico esteja por trás de um suposto ataque a bomba que derrubou um avião russo sobre o Egito no fim de semana, segundo a Reuters. O Egito afirma que não há evidências de que a aeronave sofreu um ataque, informou a CNN.

O Airbus A321M operado por uma empresa russa caiu no sábado (31) pouco depois de decolar do balneário de Sharm Al-Sheikh, no Mar Vermelho, a caminho de São Petersburgo. No total, 224 pessoas morreram. Quando perguntado se pensava que militantes do Estado Islâmico estariam por trás do desastre, o secretário britânico de Relações Exteriores, Philip Hammond, disse: “O Província do Sinai [leal ao Estado Islâmico] reivindicou responsabilidade por derrubar a aeronave russa, fizeram isso logo após a queda”.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que não há “certeza” de que uma bomba tenha provocado o desastre, mas que essa hipótese é “cada vez mais provável”.  A equipe que investiga a tragédia vai examinar se havia algum material explosivo a bordo do avião.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Na Índia, motorista que estuprou passageira foi condenado à prisão perpétua
Após carros a diesel, Volkswagen admite fraude em motores a gasolina
Deixe seu comentário
Pode te interessar