Segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Celebridades “A reverência à energia da natureza está presente desde que me entendo por gente”, diz Juliana Paes

Compartilhe esta notícia:

Embaixadora do Instituto Arara Azul, atriz diz que trabalho em "Pantanal" a aproximou de ONG

Foto: Reprodução/Instagram
Embaixadora do Instituto Arara Azul, atriz diz que trabalho em 'Pantanal' a aproximou de ONG. (Foto: Reprodução/Instagram)

Juliana Paes trouxe do Mato Grosso mais que as lembranças de Maria Marruá, a personagem que viveu na primeira fase de Pantanal. De lá, a atriz saiu com uma parceria com o Instituto Arara Azul, que há décadas luta pela conservação das araras azuis em seu ambiente natural.

“Vi a oportunidade de usar da minha visibilidade em prol do ecossistema em que eu vivo, de aprofundar meus conhecimentos, de colaborar com o diálogo acerca desses assuntos, de ser uma amplificadora da causa e disseminar informações relevantes para o Brasil e aqueles que me acompanham, convidando as pessoas a se engajarem”, diz.

Embaixadora da ONG, ela conta que o tema sempre foi de seu interesse e que em casa adota medidas que visam, na medida do possível, a preservação do planeta. “Ai de quem misturar garrafas PET ou de vidro no lixo comum lá em casa! As crianças já sabem guardar as pilhas para descarte apropriado, banho não pode ser demorado, as roupas que não servem no Pedro passam para o Antônio”, diz a atriz sobre os dois filhos, com o empresário Carlos Eduardo Baptista.

Ela conta que a chegada dos meninos, hoje com 11 e 9 anos, tornou ainda mais urgente a vontade de tomas atitudes que pudesse impactar positivamente seu entorno. “Você entende que a preservação do meio ambiente é essencial para que os seus filhos consigam viver em um futuro melhor”, aponta. Juliana acredita que o respeito ao meio ambiente em sua formação também passou pela religião – ela é adepta do candomblé, no qual a natureza é valorizado.

“Essa reverência à energia da natureza está presente desde que me entendo por gente. Sinto uma profunda conexão com o mar. Por isso estou sempre na praia e é comum me verem catando até o lixo que não produzi nesses lugares. Faço com prazer”, diz que sonha com o dia em que o Brasil tenha condições de abraçar o uso da energia solar em residências com o mesmo escopo que na Europa. “E nos mercados de fora já é hábito levar a própria sacola. Não há sacolas plásticas. Acho um grande ganho”, diz.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Celebridades

Simony revela diagnóstico de câncer no intestino: “Estou muito confiante”
Bruna Linzmeyer abre álbum de fotos de viagem no Marrocos
Deixe seu comentário
Pode te interessar