Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
25°
Fair

Brasil Justiça do Rio de Janeiro determina que escolas particulares permaneçam fechadas

Compartilhe esta notícia:

estudante

Prefeitura do Rio permitiu a reabertura das escolas privadas a partir de 1º de agosto

Foto: Agência Brasil
O governo fluminense havia liberado o retorno das aulas nas escolas particulares a partir de segunda-feira (14). (Foto: EBC)

A Justiça do Rio de Janeiro determinou, nesta quinta-feira (06), que as escolas particulares de todo o Estado permaneçam fechadas em razão da pandemia de coronavírus.

A decisão suspendeu o Decreto 47.683, da prefeitura do Rio, que permitia a reabertura das escolas privadas, de forma voluntária, para o 4º, 5º, 8º e 9º anos, a partir de 1º de agosto.

Segundo a decisão do desembargador Peterson Barroso Simão, da 3ª Câmara Cível, a prefeitura está proibida de expedir qualquer outro ato administrativo para promover o retorno das atividades educacionais presenciais nas creches e escolas privadas, sob pena de multa diária de R$ 10 mil imposta ao prefeito Marcelo Crivella.

Depois de quatro meses com todas as escolas fechadas na cidade, algumas unidades da rede particular voltaram a receber estudantes na segunda-feira (03). Em uma unidade em Jacarepaguá, na Zona Oeste, os alunos tinham a temperatura medida e passavam álcool em gel nas mãos na entrada do local.

As carteiras também estavam afastadas. No entanto, muitos pais se mostraram contrários ao retorno dos filhos às escolas em meio à pandemia de Covid-19.

As aulas nas escolas públicas do Rio de Janeiro não chegaram a ser retomadas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Carris recebe 98 novos ônibus
Governo, Supremo e Tribunal de Contas da União assinam acordo com novas regras para acordos de delação de empresas
Deixe seu comentário
Pode te interessar