Domingo, 28 de novembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Lava de vulcão nas ilhas Canárias se aproxima do oceano; área costeira é bloqueada

Compartilhe esta notícia:

O vulcão voltou a lançar cinzas e fumaça nesta segunda-feira após uma breve calmaria, enquanto centenas de pessoas em vilas costeiras estavam fechadas dentro de suas casas. (Foto: Divulgação)

Autoridades interditaram nesta segunda-feira (27) áreas na costa leste da ilha de La Palma, nas Canárias, devido ao avanço da lava do vulcão Cumbre Vieja, que se aproximava do mar. O alerta foi emitido para as áreas costeiras de San Borondon, Marina Alta e Baja e La Condesa.

“A população terá que seguir as orientações das autoridades e permanecer em suas casas com as portas e janelas fechadas”, avisaram os serviços de emergência locais. A lava pode cair no Oceano Atlântico, a 1.250°C, causando explosões e gerando nuvens de gases tóxicos sobre a ilha, segundo as autoridades.

O vulcão voltou a lançar cinzas e fumaça nesta segunda-feira após uma breve calmaria, enquanto centenas de pessoas em vilas costeiras estavam fechadas dentro de suas casas na expectativa da chegada da lava ao mar, o que provocará a liberação de gás tóxico.

Uma coluna de fumaça branca subiu do vulcão Cumbre Vieja depois de várias horas de calmaria por volta das 11h (horário local), de acordo com testemunhas da agência de notícias Reuters. Pesquisadores confirmaram que o vulcão começou a cuspir lava ao mesmo tempo.

“É algo normal com este tipo de erupção”, disse Miguel Angel Morcuende, diretor do comitê de resposta Pevolca. “O vulcão tem períodos de crescimento e períodos de enfraquecimento.”

Maria José Blanco, também do comitê, disse que níveis mais baixos de gás e um fornecimento reduzido de material dentro da cratera podem ter causado a queda na atividade.

Desde 19 de setembro uma lava negra flui lentamente pelo flanco oeste do vulcão em direção ao mar, destruindo mais de 500 casas, bem como igrejas e plantações de banana, de acordo com o programa de monitoramento de desastres Copernicus, da União Europeia.

O portal imobiliário espanhol Idealista estimou os danos em cerca de 178 milhões de euros até esta segunda-feira.

Duas línguas da lava negra superaquecida contornavam uma colina a oeste da pequena cidade de Todoque, a menos de um quilômetro do Atlântico, e as autoridades disseram que não podiam ter certeza de quando ela poderia chegar ao mar.

Ainda assim, cerca de 300 moradores das áreas costeiras de San Borondon, Marina Alta e Baja e La Condesa estão confinados em suas casas, já que o momento do contato entre a lava e o mar provavelmente desencadeará explosões e emitirá nuvens de gás cloro.

A companhia aérea local Binter, que planejava retomar os voos de e para a ilha na tarde de segunda-feira, disse que as condições ainda não eram seguras e que todas as transferências seriam canceladas até esta terça-feira.

Depois que um novo espaço foi aberto no domingo, imagens de drones da Reuters mostraram um rio de lava incandescente fluindo pelas encostas da cratera, passando por casas, e áreas de terra e construções engolfadas por uma massa negra de lava mais velha e lenta.

Nenhuma morte ou ferimento grave foi relatado, mas cerca de 15% da safra de banana da ilha pode estar em risco, colocando em risco milhares de empregos.

La Palma, com uma população de mais de 83.000 habitantes, faz parte de um arquipélago que constitui as Ilhas Canárias. As informações são do portal de notícias G1 e da agência de notícias Reuters.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Exército britânico vai atuar contra desabastecimento no país
Argentina reabre fronteira com o Brasil em Foz do Iguaçu
Deixe seu comentário
Pode te interessar