Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Mundo Menino de 13 anos que viajou durante dez dias no mar para ir à Itália salvar o seu irmão comove a internet

Compartilhe esta notícia:

Os fluxos migratórios em direção à Europa voltaram a se concentrar na rota ocidental, pela Espanha, devido ao bloqueio da rota pela Grécia e ao fechamento dos portos italianos. (Foto: Reprodução)

Um menino de 13 anos emocionou os internautas com uma história heroica que teve, até agora, um final feliz. Ahmed foi resgatado dentro de um bote no Mediterrâneo com outra centena de migrantes. Partira do Egito sozinho e chegou à Itália com um único objetivo: salvar seu irmão menor, Farid, 7, que sofre de uma doença no sangue.

Ao desembarcar na ilha italiana de Lampedusa trazia nas mãos um papel dentro de um saco plástico: era o certificado de saúde do irmão atestando seu caso de trombocitopenia, ou plaquetopenia (redução das plaquetas no sangue). A família confiou a Ahmed todas as economias que tinha, trabalhando no plantio de tâmaras, e um tio ajudou a pagar os atravessadores, negociando seu único terreno. O menino partiu do vilarejo de Rashid Kafr El Sheikh, no Egito, escondido em um caminhão que transportava animais.

“Foram dez dias no mar, porque o trajeto partindo do Egito é mais longo do que da Líbia”, disse Ahmed Mahmoud, funcionário da OIM (Organização Internacional para a Migração) em Lampedusa. Mahmoud, também egípcio, foi justamente quem primeiro ouviu a história do menino.

A história de superação de Ahmed virou destaque no jornal Corriere della Sera, um dos maiores da Itália, e rapidamente se tornou viral. O premiê italiano, Matteo Renzi, também leu a história e colocou o sistema de saúde de prontidão, lançando um “apelo à acolhida e cura”. Um hospital da região de Florença respondeu oferecendo tratamento para Farid e apoio para a família.

tags: chp

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Michel Temer já tem uma longa agenda de viagens para visitas de Estado
Se impeachment ocorrer, Dilma deve ter 30 dias para desocupar o Palácio da Alvorada
Deixe seu comentário
Pode te interessar