Sábado, 11 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Light Rain

Geral Milhares de pessoas participaram da procissão de Corpus Christi em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

Procissão foi até a Igreja Nossa Senhora da Conceição. (Foto: Amanda Fetzner Efrom)

Milhares de pessoas celebraram, nesta quinta-feira à tarde (15), a solenidade de Corpus Christi em Porto Alegre. Leigos e ministros ordenados das paróquias da Capital se reuniram em frente à Catedral Metropolitana, onde ocorreu a missa, presidida pelo arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, às 15h.

Após a celebração eucarística, foi realizada a tradicional procissão até a Igreja Nossa Senhora da Conceição, na rua Independência. Neste ano, os tradicionais tapetes foram substituídos por doações de roupas infantis, que serão encaminhadas a crianças necessitadas.

A festa que celebra a presença de Jesus Cristo na Eucaristia também foi uma oportunidade de uma ação de misericórdia e um momento de oração pelo Brasil. Reunidos em frente à Catedral Metropolitana, milhares de fiéis gaúchos doaram roupas infantis e se uniram à corrente que, a pedido da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, elevou uma prece pelo País neste Corpus Christi.

O mal se instalou em algumas instâncias da sociedade e se expressa nas atitudes e decisões de algumas pessoas que deveriam promover e preservar o bem comum do nosso povo”, afirmou o arcebispo metropolitano, Dom Jaime Spengler, que presidiu a missa. A celebração eucarística foi concelebrada pelo arcebispo emérito de Porto Alegre, Dom Dadeus Grins, pelo bispo emérito de Santo Ângelo, Dom José Clemente Weber, e presbíteros das dezenas de paróquias da Capital.

Dom Jaime recordou que todos são peregrinos e pecadores e, por isso, devem rezar, em primeiro lugar, pela própria conversão. O arcebispo reforçou que a Eucaristia compromete a todos a uma urgente transformação social, econômica, política e familiar, fundamentada no Evangelho e na Doutrina Social da Igreja. “Queremos testemunhar nossa fé em Cristo Jesus, em busca de um novo céu e de uma nova terra”, disse.

Ao recordar o lema do Corpus Christi neste ano – “Teu filho amado, ó Mãe querida, na comunhão se tornou pão da vida!” e o Ano Mariano que é vivido pelos católicos em 2017 –, Dom Jaime destacou que sempre que se celebra a Eucaristia, Nossa Senhora também é invocada. O Cristo Eucarístico, salientou o arcebispo, é remédio e alimento aos fracos e àqueles que se empenham em responder o apelo de Maria: “Fazei tudo o que Ele vos disser”.

Após a comunhão, o povo seguiu em procissão pela rua Duque de Caxias até a Igreja Nossa Senhora da Conceição, cantando e orando pela situação do País, pelos doentes e pelas famílias. Antes da bênção final, Dom Jaime, mais uma vez, enfatizou que o Brasil precisa não apenas de uma reforma política, econômica, social, tributária, agrária e tantas outras. “O Brasil precisa de uma reforma do coração, da alma, da vida”, afirmou.

As roupas arrecadadas como gesto concreto de misericórdia neste Corpus Chisti serão encaminhadas à Penitenciária Feminina Madre Pelletier e aos centros sociais Pe. Pedro Leonardi, no bairro Restinga, e Pe. Irineu Brand, no Partenon. (Amanda Fetzner Efrom/Arquidiocese de Porto Alegre)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

A medida provisória que criou a possibilidade de acordo de leniência entre os bancos e o Banco Central está sendo vista por procuradores como uma tentativa de cercear investigações
Obras da Odebrecht custaram 6 bilhões de dólares a mais nos sete países onde a empreiteira pagou propina
Deixe seu comentário
Pode te interessar