Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fog

Política Ministro interino da Saúde diz que os Estados brasileiros estão mais preparados para enfrentar a pandemia de Covid-19

Compartilhe esta notícia:

Pazuello e Jair Bolsonaro durante a live semanal do presidente

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Pazuello e Jair Bolsonaro durante a live semanal do presidente. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que os Estados brasileiros estão mais preparados para enfrentar a pandemia do novo coronavírus. Ele participou da live semanal do presidente Jair Bolsonaro, transmitida pelas redes sociais na quinta-feira (06).

“A gente não tem uma solução imediata para o aumento [de casos], mas para o tratamento dos doentes, sim. Eu posso afiançar que o Sul do País está seguindo claramente essas posições que eu coloquei aqui quanto ao tratamento”, disse, em referência às mudanças nas diretrizes do Ministério da Saúde, anunciadas no início de julho.

Na ocasião, a pasta alterou o protocolo médico para pessoas que sentirem sintomas leves da doença, passando a solicitar que tais pacientes passem a procurar um médico. Antes, a pasta indicava a busca por ajuda profissional apenas nos casos de sintomas mais graves.

“O que pode mudar a curva de óbito é você aplicar o aprendizado o mais rápido possível. E o aprendizado que nós mudamos foi: procure um médico imediatamente. O médico, de forma soberana, fará seu diagnóstico e vai prescrever os seus medicamentos. Se você piorar, deverá ir para uma estrutura de suporte ambulatório, não necessariamente será intubado. Para que você cumpra o ciclo viral sem a necessidade de respiradores”, disse o ministro.

Segunda fase

Pazuello afirmou, durante a live, que o País enfrenta uma segunda fase da pandemia do novo coronavírus, que agora atinge com mais força os Estados do Centro-Sul.

“São duas etapas bem distintas. O Norte e o Nordeste foram impactados no começo do ano, de março até junho, e agora o impacto do Centro-Sul: Sudeste, Sul e Centro-Oeste, em alguns casos, em que nós vamos ter o recrudescimento, o aumento dos casos, e com isso necessidade de tratamento maior nesses Estados, por causa do inverno. Tem a ver com o inverno no Sul, que aumenta os casos”, disse.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Donald Trump afirma que é possível ter uma vacina contra o coronavírus antes de 3 de novembro
Organização Mundial da Saúde afirma que recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina contra o coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar