Sábado, 30 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Notícias O governo federal reconheceu oficialmente o estado de calamidade pública em Porto Alegre, decretado por causa do coronavírus

Compartilhe esta notícia:

Marchezan discutiu ações com autoridades militares. (Foto: Jefferson Bernardes/PMPA)

Nesta terça-feira, o governo federal reconheceu o estado de calamidade pública em Porto Alegre, decretado pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior no início deste mês, por causa da pandemia de coronavírus. A capital gaúcha é a primeira cidade brasileira a obter esse reconhecimento no âmbito das ações de combate à doença.

A medida garante à administração municipal o acesso a recursos federais e o usufruto de benefícios como dispensa licitatória, reorganização orçamentária e aquisição de serviços e produtos, tais como cestas básicas e kits de higiene.

“Nossas equipes se dedicam diariamente para superarmos os reflexos do coronavírus”, declarou Marchezan ao receber a confirmação. “Estamos correndo para conter a propagação da doença na Capital.”

O aval da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil à medida consta na portaria 859, com data de 6 de abril de 2020 e que foi publicada na edição desta terça-feira do DOU (Diário Oficial da União).

Reunião com militares

A fim de alinhar ações envolvendo a prefeitura e as Forças Armadas no enfrentamento ao coronavírus, Marchezan se reuniu na manhã desta terça-feira com o general Antônio Miotto, líder do CMS (Comando Militar do Sul), e outras autoridades do setor.

Durante o encontro, com mais de uma hora de duração no quartel-general do CMS, foram discutidas ações conjuntas e elaborado um plano de contingência para combater o vírus e evitar a propagação.

O prefeito relatou o que está sendo feito na cidade e a importância do trabalho realizado pelo Exército junto ao Município. Já o general Miotto colocou as unidades do Exército à disposição em um amplo apoio logístico na guerra contra a epidemia de Covid-19.

Também participaram da reunião o comandante da 3ª Região Militar, general Riyuzo Ikeda, o comandante da 6ª Divisão do Exército, general Achilles Furlan Neto, o chefe do Estado Maior do CMS, general Raul Rodrigues de Oliveira e o chefe do Centro Conjunto de Operações (Aeronáutica).

A lista incluiu, ainda, o brigadeiro Mauro Bellintani. Pela prefeitura, também compareceu o secretário-extraordinário para o Enfrentamento do Coronavírus, Bruno Miragem.

Novos titulares de pastas

Nesta semana, o prefeito anunciou novos titulares de pastas de sua gestão. A SMDSE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte) passou a ser comandada por Itacir Flores, ex-presidente da Junta Comercial do Rio Grande do Sul. O adjunto é Rafael Piccoli.

Já na SMDE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), assume Leonardo Hoff, ex-secretário da Casa Civil do Estado. Leandro Balardin segue como adjunto.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

O fenômeno da super lua cheia estará visível até quinta
Indústrias do vestuário fazem mutirão e doam máscaras e aventais hospitalares
Deixe seu comentário
Pode te interessar