Terça-feira, 13 de Abril de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

Notícias O Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre comemorou 75 anos com uma programação especial

Compartilhe esta notícia:

Evento incluiu apresentações de danças gauchescas. (Foto: Robson da Silveira/SMS)

Uma programação cultural comemorou nessa quinta-feira os 75 anos de assistência pública do HPS (Hospital de Pronto Socorro) de Porto Alegre. Em destaque, apresentações de violino, danças gauchescas e e exercícios de “tai chi chuan” em frente ao prédio no bairro Bom Fim.

O evento (antecipado em um dia, devido ao feriado de Páscoa) também marcou a reinauguração da placa em homenagem ao jornalista austro-húngaro Theodor Herzl (1860-1904), de origem judaica e que liderou o movimento pela criação do Estado de Israel – ele dá nome ao largo diante da instituição na esquina das avenidas Osvaldo Aranha e Venâncio Aires.

Com atendimento 100% SUS (Sistema Único de Saúde), o HPS está integrado à rede municipal. Com ênfase em casos de urgência e emergência em traumas agudos, anualmente presta mais de 300 mil atendimentos em 22 especialidades, o que resulta em pelo menos 5 mil internações hospitalares.

De acordo com a direção do Hospital, por se tratar de uma das mais importantes instituições hospitalares com esse perfil no Rio Grande do Sul, mais de 20% dos pacientes que chegam ao prédio em busca de atendimento moram em outros municípios gaúchos.

Referência

A instituição também conta com a única UTI para pacientes de trauma pediátrico em todo o Rio Grande do Sul, além de uma unidade de queimados que é referência no Estado. Não por acaso, é premiada pelo Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde, dentro outras ações de reconhecimento.

Outro aspecto que confere status diferenciado ao HPS é o fato de funcionar como um centro formador de novos profissionais, com residência médica nas áreas de cirurgia geral, cirurgia do trauma e emergência, psicologia hospitalar, além da residência multiprofissional, habilitando enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais para atuar em casos críticos que necessitem de cuidado imediato.

A residência em cirurgia do trauma, por exemplo, começou em 1992 e foi precursora no Brasil. O HPS foi pioneiro, ainda, ao criar a primeira residência de medicina de emergência, quatro anos depois. Em 2015, as principais entidades médicas do País reconheceram esse especialidade a partir do ineditismo protagonizado pelo Hospital.

História

Administrado pela Secretaria Municipal de Saúde, o Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre tem a sua origem ligada à instalação da hoje extinta Assistência Pública Municipal, em maio de 1898, inicialmente localizada no Paço Municipal.

A criação do HPS com o perfil nos moldes atuais ocorreu no dia 19 de abril de 1944. Desde então, vem unindo atendimento, ensino e produção científica, sempre com assistência gratuita à população da capital gaúcha, bem como de várias cidades do Estado.

(Marcello Campos)

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Associações dizem que os caminhoneiros estão “insatisfeitos” e “enfurecidos”
Bolsonaro comenta “em tese” a possibilidade de privatizar a Petrobras
Deixe seu comentário
Pode te interessar