Domingo, 05 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Light Rain

Brasil O presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, pediu demissão

Compartilhe esta notícia:

Caffarelli, que estava no comando do banco estatal desde junho de 2016, recebeu convite para assumir o comando da Cielo. (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

O presidente do BB (Banco do Brasil), Paulo Caffarelli, deixará a função no dia 1º de novembro. Em um comunicado ao mercado divulgado nesta sexta-feira (26), o banco estatal informou que o executivo apresentou “pedido de renúncia” aos cargos de presidente e membro do Conselho de Administração.

O comunicado informa que, para ocupar o cargo no lugar de Cafarellli, o presidente Michel Temer indicou Marcelo Augusto Dutra Labuto, atual vice-presidente de Negócios de Varejo do BB. Caffarelli, que estava no comando do banco estatal desde junho de 2016, recebeu convite para assumir o comando da Cielo, empresa de cartões e meios de pagamento controlada pelo Bradesco e Banco do Brasil.

Em comunicado, a Cielo informou que o nome de Caffarelli foi aprovado por unanimidade por seu Conselho de Administração e que o executivo assumirá a presidência da empresa no dia 5 de novembro no lugar de Clovis Poggetti Jr., que continuará exercendo os cargos de vice-presidente de Finanças e diretor de Relações com Investidores.

“O Conselho tem total confiança de que Caffarelli fará um excelente trabalho à frente da Cielo, nesse momento de rápida evolução tecnológica da indústria”, afirmou Marcelo Noronha, presidente do Conselho de Administração da Cielo. “O executivo já chega jogando”, completou.

Novo presidente do BB

Marcelo Augusto Dutra Labuto é funcionário de carreira do banco desde 1992. Entre os cargos que já ocupou, foi presidente da BB Seguridade, diretor de Seguros, Previdência Aberta e Capitalização, diretor de Empréstimos e Financiamentos, gerente geral na Unidade Governança de Entidades Ligadas e gerente geral na Unidade Parcerias Estratégicas do BB.

É graduado em Administração pela Universidade de Brasília e em Administração de Sistemas de Informação pela União Educacional de Brasília, com MBA em Marketing, pela COPPEAD UFRJ.

Reclamações

Banco do Brasil, Bradesco e Santander são as instituições que aparecem na liderança do mais recente Ranking de Instituições por Índice de Reclamações, divulgado pelo Banco Central. No topo do ranking, referente ao terceiro trimestre de 2018, está o Banco do Brasil, com índice de reclamações de 25,22. Nesta lista, são considerados os bancos com mais de 4 milhões de clientes.

Pela metodologia da autoridade monetária, esse índice é calculado com base no número de reclamações consideradas procedentes. No caso do Banco do Brasil, foram 1.590 reclamações consideradas procedentes no segundo trimestre, em uma base total de aproximadamente 63 milhões de clientes.

Na segunda posição aparece o Bradesco, com índice de 22,55 (2.151 reclamações procedentes e 95,3 milhões clientes). Na terceira, está o Santander, com índice de 22,10, resultado de 933 reclamações procedentes em uma base de 42,2 milhões de clientes.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

De olho no topo da tabela, o Inter enfrenta nesta sexta-feira o Vasco, fora de casa
Metade dos eleitores brasileiros acredita nas notícias enviadas via WhatsApp, aponta pesquisa do Datafolha
Deixe seu comentário
Pode te interessar