Quinta-feira, 02 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

Brasil O PT está reunindo mensagens ofensivas sobre a morte do neto do ex-presidente Lula postadas em redes sociais e estuda ações na Justiça

A saída do ex-presidente Lula da prisão para acompanhar o funeral do neto Arthur Araújo Lula da Silva ganhou repercussão nos principais jornais em todo o mundo. (Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters)

O PT está coletando mensagens ofensivas sobre a morte do neto do ex-presidente Lula postadas em redes sociais. O partido vai analisá-las e, se for o caso, ingressar com medidas judicias contra os autores. A publicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, está no pacote. As informações são do jornal Folha de S.Paulo. Arthur Araújo Lula da Silva, de sete anos, morreu na sexta-feira (01) vítima de meningite.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, criticou a possibilidade de Lula sair da carceragem da Polícia Federal em Curitiba para acompanhar o velório do neto.

“Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum. Quando o parente de outro preso morrer ele também será escoltado pela PF para o enterro? Absurdo até se cogitar isso, só deixa o larápio em voga posando de coitado”, escreveu em sua conta no Twitter.

Repercussão internacional

A saída do ex-presidente Lula da prisão para acompanhar o funeral do neto Arthur Araújo Lula da Silva, no sábado (02), em São Bernardo do Campo, ganhou repercussão nos principais jornais em todo o mundo. No site de sua edição em espanhol, o El Pais ressalta que a morte da criança deu vazão a “comentários de ódio” na internet, “um comportamento que apenas revela até que ponto pode chegar a cegueira e a insensibilidade humana”.

A liberação de Lula para participar do velório também figura entre os destaques da editoria de América Latina no portal da rede britânica BBC. No site do diário canadense The Toronto Star a reportagem observa que o governo do Paraná ofereceu um jato para transportar Lula até o local do velório.

Em Portugal, ao noticiar o assunto o Diário de Notícias também chamou a atenção para a posição do governo paranaense, de ter colocado à disposição da Polícia Federal um jato para transportar o ex-presidente.

Na imprensa italiana, o diário Il Messaggero informa “Lula, luto pelo ex-presidente do Brasil: neto de 7 anos morre por meningite”. Entre os jornais franceses, a versão online do Le Figaro destacava “Brasil: Lula tem permissão de sair da prisão para enterro do neto”.

Entre os jornais latino-americanos, o argentino Clarín destaca “Neto de Lula da Silva morre por meningite e ex-presidente sairá da prisão para funeral”. Com referência aos veículos de imprensa brasileiros, a participação do ex-presidente no velório do neto também ganhou espaço na edição impressa do chileno El Mercurio e do portal do periódico mexicano Milênio, que destacava “Lula sairá da prisão para dar último adeus ao neto”.

Evo Morales

O presidente da Bolívia, Evo Morales, prestou condolências ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste sábado pela morte do neto Arthur, de 7 anos. “Muito triste com a notícia do falecimento do pequeno neto do irmão @LulaOficial, Arthur Araújo Lula da Silva. Em nome do povo boliviano envio nossas mais sinceras condolências”, escreveu Morales em sua conta oficial no Twitter.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Um investigado da 59ª fase da Operação Lava-Jato deixou a prisão após pagar uma fiança de um milhão e meio de reais
Carnaval de rua de Porto Alegre volta à Cidade Baixa e promete empolgar os foliões nesta terça
Deixe seu comentário
Pode te interessar