Domingo, 28 de novembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Saúde Pacientes com psoríase contam com terapias imunobiológicas em planos de saúde

Compartilhe esta notícia:

O tema será abordado no 1º Fórum Internacional de Psoríase

Foto: Divulgação
O tema será abordado no 1º Fórum Internacional de Psoríase. (Foto: Divulgação)

A Psoríase Brasil, associação nacional de pacientes com doença psoriásica, promoverá o 1º Fórum Internacional de Psoríase, no qual serão abordadas terapias existentes, políticas públicas já conquistadas e os tratamentos à doença que estão em desenvolvimento em nível mundial.

O fórum, que ocorrerá neste sábado (30), faz parte das programações da ONG pelo Dia Mundial da Psoríase, celebrado em 29 de outubro. Neste ano, os pacientes têm muito a celebrar: a obrigatoriedade de fornecimento de sete medicamentos imunobiológicos pelos planos privados de saúde e as perspectivas de tratamentos ainda mais eficazes a essa doença crônica, inflamatória e autoimune que atinge cerca de 2% da população mundial.

Pessoas com psoríase têm mais risco de desenvolver outras patologias (comorbidades), entre elas, artrite psoriásica, doenças cardiovasculares, doenças inflamatórias intestinais e diabetes, entre outras.

As terapias imunobiológicas são as mais modernas, atualmente, no tratamento à doença. De alto custo, esses medicamentos são produzidos a partir de células vivas cultivadas em laboratório e agem diretamente sobre as moléculas inflamatórias que causam a psoríase, atingindo o alvo da doença. Pelo SUS, tais medicamentos foram incorporados em 2019 e, pela rede pública de saúde, além dos biológicos, os pacientes contam também com medicamentos sistêmicos, pomadas e fototerapia.

Nos planos privados, eles tornaram-se medicamentos de disponibilização obrigatória neste ano pela Resolução Normativa nº 465/2021, da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). Em outubro, fecham os seis meses que os planos tinham de tempo máximo para se adaptar e oferecer tal tratamento aos pacientes de psoríase que pagam convênio privado.

“Desde 2019, o panorama de acesso aos tratamentos para psoríase no Brasil vem em progressiva tendência de melhora. É, de fato, um cenário muito otimista que temos hoje em nosso País para o portador de doença psoriásica, que não deve enfrentar mais dificuldades no acesso ao seu tratamento. Muito mais há de vir!”, comemora a dermatologista Clarrisa Prati, secretária-geral da Secção RS da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A Dra. Jaquelini Barboza, dermatologista que participa do Conselho Internacional de Psoríase e palestrará no Fórum, lembra que a imunodermatologia é uma revolução à qualidade de vida do paciente que, hoje, pode ter até 100% do controle de sua doença. “O futuro do tratamento da psoríase, a médio prazo, será individualizado e baseado no típico específico de psoríase do paciente. Se espera ter biomarcadores, saber através de exame de sangue a cascata da psoríase, conseguindo, assim, bloqueá-la de forma efetiva e segura. E a curto prazo também é maravilhosa, pois temos novas medicações chegando no Brasil, inclusive à psoríase infantil”, explica.

O 1º Fórum Internacional de Psoríase terá programações direcionadas a profissionais de saúde e para o público em geral. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.psoriasebrasil.org.br.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Idoso que abusou sexualmente de menina de 10 anos é preso em Porto Alegre
Bloco cirúrgico do Hospital Regional de Santa Maria é inaugurado
Deixe seu comentário
Pode te interessar