Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Fair

Mundo Pais de menino morto por jacaré decidem não processar Disney e criam fundação

Em junho, Lane Thomas foi arrastado por um aligátor, jacaré americano, para o fundo do lago lago artificial no Grand Floridian Resort & Spa, na Disney, em Orlando. (Crédito: Reprodução)

Os pais do menino de 2 anos que morreu em junho após ser arrastado por um jacaré até o lago de um resort da Disney, em Orlando, nos Estados Unidos, anunciaram que não processarão o grupo empresarial e que criarão uma fundação em homenagem ao filho. Em comunicado, Matt e Melissa Graves se disseram conformados do fato de que nunca mais terão o filho, Lane Thomas, mas que tentarão manter “seu espírito vivo” através de uma fundação que levará o nome da criança, com a qual esperam compartilhar com outras pessoas o “amor inimaginável” que o menino deixou gravado em seus corações.

Pedido de privacidade. 

“Além da fundação, nos dedicaremos unicamente à futura saúde de nossa família e não entraremos com nenhum processo contra a Disney. Por enquanto, seguimos pedindo privacidade enquanto focamos em nossa família”, diz o texto. No dia 15 de junho, o menino foi arrastado até a água por um jacaré. Ele estava com a família às margens de um lago artificial no Grand Floridian Resort & Spa em Orlando.

Os pais tentaram libertar a criança do jacaré, que media entre 1,5 e 2 metros de comprimento, mas não conseguiram. As autoridades chegaram a sacrificar vários animais do lago durante a operação de busca. No dia seguinte, mergulhadores  acharam no fundo do lago o corpo do menino, que estava sem vida, mas intacto.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Idosa de 86 anos escapou de um assalto no supermercado porque bateu na assaltante com um pacote de bacon
Quatro pessoas são presas durante operação policial em Esteio
Deixe seu comentário
Pode te interessar