Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Light Rain

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Brasil Pfizer, Janssen, AstraZeneca, CoronaVac: confira a previsão de entrega das doses de vacinas até o fim do ano

Compartilhe esta notícia:

Em julho, o País deve receber 41.975.200 doses. (Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini)

O Brasil deve receber, de junho até dezembro deste ano, 501 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, segundo projeção do Ministério da Saúde. De acordo com a previsão da pasta, atualizada em 16 de junho, serão entregues 37.948.181 doses este mês.

Em julho, o País deve receber 41.975.200 doses, em agosto e setembro 130.536.211, e no quarto semestre a previsão é de 291.119.500 doses.

A projeção, no entanto, é atualizada toda semana, e as quantidades podem sofrer alteração.

Os números de entregas, por exemplo, já foram mais altos. Na projeção anterior, atualizada no dia 9, seriam entregues mais de 504 milhões de doses de junho até o fim do ano. E segundo a estimativa atualizada no dia 3, seriam cerca de 530 milhões.

Mudanças

Em relação à projeção divulgada na semana passada, houve um aumento de cerca de 30 mil doses previstas da CoronaVac para o mês de junho.

As principais mudanças foram um aumento nas doses a serem entregues ao país em julho, e uma redução na previsão para agosto e setembro.

Em julho, a mudança ocorreu devido a antecipação de 7 milhões de doses da vacina da Pfizer/BioNTech.

“A previsão inicial era de que 8 milhões de doses chegassem em julho. Após conversas com a farmacêutica, o Brasil vai receber 15 milhões de doses no próximo mês”, informou o Ministério da Saúde, na quarta-feira.

Para agosto e setembro, houve redução de 3 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, produzida no Brasil em parceria com a Fiocruz; de 30 mil na CoronaVac, produzida em parceria com o Instituto Butantan; e de 7 milhões do imunizante da Pfizer/BioNTech.

Vacinação

Desde o começo da vacinação no Brasil, mais de 28% já tomou a primeira dose de vacinas contra a covid. São 60.381.020 de doses aplicadas, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgado às 20h desta quinta-feira (17), o que corresponde a 28,51% da população.

A segunda dose foi aplicada em 24.085.577 de pessoas, o que corresponde a 11,37% da população. Somando a primeira e a segunda doses, 84.466.597 vacinas foram aplicadas.

Na última 24 hora, a primeira dose foi aplicada em 2.088.159 pessoas e em 132.686 na segunda dose, com um total de 2.220.845 doses aplicadas neste intervalo. É o dia com maior número de aplicações da primeira dose e o dia com maior número de doses aplicadas no total desde o começo da vacinação, em janeiro.

O número total de segunda dose nesta quinta-feira é menor do que o registrado ontem por conta de uma reformulação do sistema de contabilização de doses do painel Vacinômetro de Minas Gerais.

Covid no País

O Brasil registrou 2.335 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 496.172 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 2.005 — voltando a bater a marca de 2 mil pelo segundo dia seguido. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +19% e indica tendência de alta nos óbitos decorrentes do vírus.

É a primeira em mais de dois meses vez que essa análise indica alta nas mortes. De 12 de abril até quarta (16), a curva apontou estabilidade ou queda; nos últimos 29 dias a tendência se manteve estável, ainda em um patamar elevado e alarmante.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 17.704.041 brasileiros já tiveram ou têm o coronavírus, com 74.327 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 69.840 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de +9% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Com 14º lote, Pfizer completa entrega ao Brasil de mais 2 milhões e 400 mil doses da sua vacina nesta semana
Em 90 dias, vacina contra o coronavírus salvou 43 mil idosos com mais de 70 anos no Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar