Quinta-feira, 02 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Fair / Wind

Capa – Caderno 1 Praias do Lami e de Belém Novo seguem próprias para banho

Lami e Belém Novo têm praias liberadas para banhistas. (Foto: Francielle Caetano/PMPA)

A Smams (Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade) divulgou os dados do relatório de balneabilidade para as praias do Lami e de Belém Novo, válidos para este final de semana. Os resultados são baseados nas últimas cinco análises realizadas pelo Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgotos) e indicam que todos os seis pontos permanecem próprios para banho.

A análise da balneabilidade segue o disposto pela Resolução nº 274/2000, do Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente), e estabelece que 80% das análises, de um conjunto das cinco últimas amostras, devem apresentar um número de Escherichia coli não superior a 800 NMP/100mL. Na última amostragem, esse valor não pode ultrapassar 2000 NMP/100mL. Além disso, o valor do PH deve manter-se na faixa de 6,0 a 9,0.

Por questões de saúde e segurança, a Smams desaconselha o banho em outros locais da orla de Porto Alegre.

Confira os pontos analisados:

Belém Novo

– Posto 1 (Praça Comunal, em frente à garagem da empresa de ônibus) – Águas próprias para banho
– Posto 2 (Praia do Leblon, avenida Beira Rio, em frente à rua Antônio da Silva Só) – Águas próprias para banho
– Posto 3 (Praia do Veludo, em frente à interseção das avenidas Beira Rio, Pinheiro Machado e rua Antônio da Silva Só) -Águas próprias para banho

Lami

– Posto 1 (acesso pela rua Luiz Vieira Bernardes, em frente à segunda guarita de salva-vidas) -Águas próprias para banho
– Posto 2 (acesso pela rua Luiz Vieira Bernardes, em frente à primeira guarita de salva-vidas) -Águas próprias para banh
– Posto 3 (avenida Beira Rio, em frente ao nº 510) – Águas próprias para banho

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Maioria dos integrantes do Conselho Nacional de Justiça recebeu acima do teto
Mulheres sauditas poderão, a partir de agora, criar empresas sem o consentimento dos homens
Deixe seu comentário
Pode te interessar