Segunda-feira, 19 de Abril de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Porto Alegre Prefeito de Porto Alegre pede tramitação em regime de urgência de projeto que autoriza compra de vacinas contra a Covid-19

Compartilhe esta notícia:

O projeto inclui a participação em consórcios e convênios com outros entes da Federação

Foto: Cristine Rochol/PMPA
O projeto inclui a participação em consórcios e convênios com outros entes da Federação. (Foto: Cristine Rochol/PMPA)

O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, foi à Câmara de Vereadores nesta segunda-feira (1º) para entregar em mãos o projeto de lei do Executivo que autoriza o município a adquirir vacinas contra o coronavírus e serviços, com dispensa de licitação, nos termos da Medida Provisória nº 1.026, de 6 de janeiro de 2021.

Também está prevista a participação em consórcio envolvendo outros entes da Federação para a compra de vacinas. Melo pediu tramitação em regime de urgência.

“Vamos fazer todo o possível para comprar as doses. Junto com a Frente Nacional de Prefeitos e a Granpal, estamos trabalhando na lógica de adquirir por consórcio. Tendo disponibilidade de vacinas para a compra, estaremos preparados”, afirmou Melo, ressaltando que todo o processo será feito em alinhamento com o Ministério da Saúde.

“É uma atitude positiva e propositiva do governo. E nós, do Legislativo, queremos fazer a nossa parte para ajudar”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, vereador Márcio Bins Ely.

A proposta prevê autorização para o município formalizar convênios ou contratos para compra de vacinas e insumos destinados à vacinação, além da contratação de bens e serviços de logística, tecnologia da informação e comunicação, treinamentos e outros bens e serviços necessários à imunização. O texto permite a aquisição antes do registro sanitário ou da autorização temporária de uso emergencial, mas com aplicação somente após a autorização temporária de uso emergencial ou o registro concedidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Parcerias

O projeto inclui a participação em consórcios e convênios com outros entes da Federação e também o compartilhamento de tecnologias, realização de pesquisas e desenvolvimento de capacidade de produção local de vacinas.

Em reunião virtual organizada pela Frente Nacional dos Prefeitos no final de semana, foi definido que os governos municipais buscarão essa alternativa para tentar ampliar a aplicação de doses à população. A intenção dos prefeitos é buscar negociações com todos os laboratórios que produzem vacinas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Governo gaúcho recorre para restabelecer o ensino presencial na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental
Prefeitura reforça regras para o transporte de passageiros em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar