Terça-feira, 19 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Receita Estadual aponta desempenho positivo da atividade econômica e da arrecadação de ICMS em agosto no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

A arrecadação de ICMS apontou o 13º mês consecutivo de variações reais positivas. (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

Os principais indicadores econômico-fiscais seguem demonstrando a consolidação do movimento de retomada da atividade econômica do Rio Grande do Sul.

O desempenho positivo obtido em agosto é destaque da 43ª edição do boletim sobre os impactos da covid-19 nas movimentações econômicas dos contribuintes de ICMS, publicado nesta terça-feira (14) pela Receita Estadual.

A arrecadação de ICMS apontou o 13º mês consecutivo de variações reais positivas. Em agosto de 2021, o resultado de R$ 3,79 bilhões foi 14,6% (R$ 482 milhões) superior a agosto de 2020, período que representou o primeiro mês com variação positiva após o início da pandemia em março do ano passado.

Com isso, a arrecadação acumulada em 2021 é de R$ 29,22 bilhões, um aumento de R$ 4,81 bilhões em relação ao período equivalente anterior (19,7%), refletindo, além da retomada da economia, uma série de medidas que vêm sendo implementadas pelo fisco gaúcho para modernização e melhoria do ambiente de negócios. Na visão dos últimos 12 meses, a arrecadação total é de R$ 45,14 bilhões – um ganho real de R$ 6,18 bilhões (+15,9%) frente aos 12 meses imediatamente anteriores.

A emissão de Notas Eletrônicas (Nota Fiscal Eletrônica + Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica) registrou variação positiva pelo 15º mês consecutivo frente a períodos equivalentes do ano anterior. O resultado em agosto foi de 31,6%, sendo o quinto melhor resultado desde o início das análises.

O pior resultado do indicador ocorreu em abril de 2020 (-16,7%). No acumulado do período da crise (16 de março de 2020 a 31 de agosto de 2021), o indicador agora acumula ganho de 14,6%.

Na análise das vendas por atividade, a Indústria, o Atacado e o Varejo registraram variações positivas ao longo do mês (frente a agosto de 2020). Esse é o nono mês consecutivo em que as três atividades têm desempenho positivo de forma simultânea.

Os desempenhos de agosto foram, respectivamente, de 27,5%, 48,6% e 21,1%. Com isso, os indicadores acumulados desde o início das medidas de quarentena agora são de 18,9%, 15% e 6,7%.

Os indicadores de transporte de cargas e de passageiros também desempenharam bem no mês. O transporte de cargas apresentou variação de médio prazo (28 dias) de +33,7% em média em agosto de 2021. Em abril de 2020, essa variação chegou a ser de -26,9%.

O transporte de passageiros registrou evolução na emissão de Bilhetes de Passagem Eletrônicos (BP-e) acumulada nos últimos 28 dias. A média mensal passou de 1,38 milhão em julho para 1,46 milhão em agosto. A atividade, contudo, segue longe da realidade pré-pandemia (2,8 milhões).

tags: em foco

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Secretaria da Agricultura do Estado publica novas instruções normativas relacionadas a agrotóxicos
BNDES vai estruturar projeto para modernização da iluminação pública em Canoas
Deixe seu comentário
Pode te interessar