Sábado, 06 de Março de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Mostly Cloudy

Mundo Reino Unido registra nove casos de coronavírus ligados a variante brasileira

Compartilhe esta notícia:

Autoridades de saúde do país também encontraram ao menos 77 casos confirmados de infecções provocadas por uma mutação identificada na África do Sul

Foto: Reprodução
Autoridades de saúde do país também encontraram ao menos 77 casos confirmados de infecções provocadas por uma mutação identificada na África do Sul. (Foto: Reprodução)

O Reino Unido registrou nove casos de Covid-19 ligados a variante brasileira do coronavírus Sars-Cov-2, disse o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, neste domingo (24).

As autoridades de saúde do país também encontraram ao menos 77 casos confirmados de infecções provocadas pela mutação identificada na África do Sul, que é mais transmissível. Todas elas ligadas a viajantes.

“Eles estão sob observação cuidadosa, e aprimoramos o rastreamento de contatos para fazer tudo o que pudermos para impedir que isso se espalhe”, disse Hancock em entrevista à televisão pública BBC.

Além dessas duas, o país tenta conter o avanço de uma terceira variante, desta vez britânica. Na sexta-feira (22), o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que a mutação, mais contagiosa, pode estar relacionada a uma maior mortalidade no país.

Variante brasileira

No início do mês, uma nova variante com origem no Brasil foi identificada pela primeira vez em quatro viajantes japoneses que estiveram no estado do Amazonas.

Na semana passada, o primeiro-ministro britânico disse que o governo do Reino Unido buscava formas de impedir com que a variante brasileira do coronavírus entrasse no país.

No dia seguinte, os britânicos anunciaram a proibição de entrada a viajantes oriundos do Brasil, Portugal e de outros 14 países por conta do risco de transmissão dessa cepa do vírus.

Mutações

Segundo o escritório da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) na Amazônia, onde foram identificadas as primeiras amostras da mutação brasileira, elas podem ter evoluído de uma linhagem viral que circulava na região desde abril do ano passado.

As sequências genéticas vistas nestas amostras têm um número incomum de alterações, além daquelas na proteína S, que se assemelham ao padrão observado em linhagens do Reino Unido e da África do Sul.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Três regiões em bandeira vermelha enviam recursos ao mapa preliminar da 38ª rodada do Distanciamento Controlado no RS
Adolescentes começam a ser vacinados contra o coronavírus em Israel
Deixe seu comentário
Pode te interessar