Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Ciência Bilionário apresenta nave que pretende usar para colonizar Marte transportando seres humanos

Compartilhe esta notícia:

Protótipo da aeronave Starship, da empresa SpaceX. (Foto: Reprodução)

O empresário Elon Musk revelou a mais recente versão da aeronave Starship, feita por sua empresa SpaceX. O objetivo deste projeto do bilionário é levar seres humanos à Lua e Marte. Musk mostrou a uma multidão de entusiastas os foguetes da SpaceX, na remota vila de Boca Chica, no Texas.

Durante a apresentação, no último sábado (28), foram mostradas animações da nave espacial pousando no satélite natural da Terra e no planeta vermelho. Musk indicou, ainda, que o primeiro voo orbital do foguete poderia ocorrer nos próximos seis meses, seguidos de missões para o espaço com humanos à bordo em 2020.

“Este é basicamente o Santo Graal do espaço”, disse Musk, entre um foguete Starship, recém-montado, e o Falcon 1 (o primeiro veículo da empresa cuja missão orbital de estreia foi comemorada pela SpaceX há 11 anos).  “O avanço crítico necessário para nos tornarmos uma civilização espacial é fazer viagens espaciais como viagens aéreas”.

O Starship, um foguete de aço brilhante projetado para transportar dezenas de humanos para o espaço, é a metade superior do colossal sistema de foguetes interplanetários de Musk. E o primeiro terráqueo a viajar ao espaço sideral já foi escolhido pelo empresário: o bilionário japonês Yusaku Maezawa.

A missão de Musk à Lua está alinhada com o objetivo da Nasa de enviar seres humanos para lá até 2024 sob seu programa Artemis, uma iniciativa impulsionada pelo governo Trump, a qual visa trabalhar com um grupo de empresas espaciais dos EUA na construção de aeronaves espaciais no prazo.

A agência espacial americana utilizou a SpaceX para descobrir como pousar veículos na superfície lunar e ajudar a desenvolver um sistema para reabastecer foguetes – como Starship – no espaço.

“É uma tecnologia importante para ajudar nos esforços de exploração sustentados na Lua e em Marte”, disse a Nasa.

A agência concedeu à SpaceX e à Boeing um total de US$ 6,8 bilhões para construir sistemas de foguetes e cápsulas concorrentes para lançar astronautas em órbita do solo americano. O desenvolvimento de ambas as cápsulas de astronautas foi afetado por atrasos e testes de acidentes.

Conflito com moradores

A vila de Boca Chica, a alguns quilômetros ao norte da fronteira com o México, é o marco zero do programa experimental de três anos da SpaceX para a Starship, cujos testes com motores de foguetes sacudiram os nervos dos moradores que vivem em um povoado remoto de cerca de duas dúzias de casas por quilômetro quadrado.

“Acho que o perigo real para a vila de Boca Chica é baixo, mas não é desprezável”, disse Musk a jornalistas. “Então, provavelmente, com o tempo, seria melhor comprarmos a aldeia.”

Alguns moradores rejeitaram a oferta da SpaceX para comprar suas casas por três vezes o valor de mercado.

Um protótipo de três pernas do foguete, chamado Starhopper, foi lançado na vila duas vezes desde julho, mais recentemente voando até 152 metros e aterrissando em uma laje de concreto para testar o motor de foguete de Musk, chamado Raptor.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Dia do Idoso: saiba que atitudes fazem tempo de vida aumentar
Eike Batista é condenado a oito anos e sete meses de prisão por manipulação de mercado
Deixe seu comentário
Pode te interessar