Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Cinema O filme “Coringa” desbanca “Malévola 2” e retoma a liderança nas bilheterias dos Estados Unidos

Compartilhe esta notícia:

Phoenix é um ator aclamado pela crítica há anos, mas seu nome nem sempre é associado a sucessos de bilheteria. (Foto: Divulgação)

Em seu quarto fim de semana em cartaz, o filme “Coringa” voltou à liderança nas bilheterias dos Estados Unidos, superando “Malévola: Dona do Mal”. Os dois vilões têm protagonizado uma disputa acirrada pelo primeiro lugar, mas as estimativas do domingo mostraram que “Coringa” saiu vitorioso com 18,9 milhões de dólares em ingressos vendidos.

Entretanto, as posições podem mudar a qualquer momento, depois que as últimas contagens forem notificadas, já que “Malévola 2” está pouco atrás, com 18,5 milhões de dólares.

A vitória surpresa (e não consecutiva) demonstra a resiliência impressionante de “Coringa”, que é apenas o terceiro filme deste ano – depois de “Vidro” e “Vingadores: Ultimato” a manter a liderança em três finais de semana diferentes.

Recentemente, “Coringa” se tornou o filme com classificação para maiores mais bem-sucedido da história, arrecadando 849 milhões de dólares em todo o mundo.

A interpretação do ator Joaquin Phoenix para o infame vilão de Batman gerou 277 milhões de dólares em ingressos vendidos na América do Norte, e 571 milhões de dólares nos demais lugares do mundo.

Filme para maiores com bilheteria recorde

Após os últimos levantamentos da bilheteria de Coringa ao redor do mundo, o filme alcançou um patamar anteriormente dominado por Deadpool 2 – o de filme para maiores de idade com maior bilheteria mundial. Com US$ 849 milhões em arrecadação, o longa, ainda em sua terceira semana, já desbancou os 785.05 milhões da sequência estrelada por Ryan Reynolds.

Para celebrar a ocasião, Reynolds foi até o Twitter e usou de seu senso de humor sempre afiado ao parabenizar o competidor de maneira… saudável. “Posts de congratulações a filmes para maiores de 18 anos não são mais como costumavam ser”, diz a descrição da foto, que possui um claro e sonoro palavrão no topo.

Mais abaixo, estão referências a todos os filmes com teor mais adulto que também foram ultrapassados por Coringa, como Matrix Reloaded, It: A Coisa, A Paixão de Cristo, Logan, Se Beber Não Case 2, 50 Tons de Cinza e Ted. O longa de Todd Phillips, enquanto isso, segue rumo a sua jornada para alcançar o primeiro bilhão!

Manifestações

Algumas controvérsias começaram a esquentar no mundo real em torno de manifestantes usando a pintura facial do filme em seus próprios protestos.

No Líbano, a revolta política levou alguns a sair às ruas para marchar em busca de mudanças. Há fotos de manifestantes usando os mesmos padrões de maquiagem de palhaço em seus rostos nessas manifestações.

À medida que as tensões aumentam em outras partes do mundo, outros adotam a máscara do personagem como um símbolo em suas lutas por várias causas. Novas imagens estão surgindo em Hong Kong, enquanto as pessoas protestam contra o governo da China e no Chile, enquanto seus cidadãos falam sobre seus líderes estabelecidos.

O France24 relatou essas situações no fim de semana e observou a presença crescente de ditados e acenos físicos para Coringa nesses movimentos. William Blanc, um autor e historiador, conversou com a publicação sobre esses desenvolvimentos em torno do Coringa.

Ele disse: “O filme de Todd Phillips sobre o Coringa tem um poder evocativo real. Ecoa uma forma de protesto contra um sistema político que as pessoas acreditam ser inflexível e pouco atencioso.”

Especula-se que a China não tenha exibido o filme devido às atuais tensões políticas em jogo. No entanto, a causa é que muitos encaram o filme como um tipo de arte que canaliza algo que está abaixo da superfície em várias culturas ao redor do mundo.

Na América, muitos elogiam o filme pela maneira como coloca algumas facetas do tratamento de doenças mentais no país. Enquanto Coringa continua a arrecadar vários dólares nas bilheterias, as discussões só aumentarão.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cinema

Bienal Afro começa em novembro em Porto Alegre
Bourbon e Cinemark lançam promoção na compra de ingressos
Deixe seu comentário
Pode te interessar