Sábado, 29 de Fevereiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Fair

Brasil Saiba quais foram os nomes de bebês mais escolhidos pelos pais no Brasil neste ano

Miguel e Alice foram os nomes mais escolhidos pelas famílias brasileiras. (Foto: Freepik)

Miguel e Alice foram os nomes de bebês mais escolhidos pelas famílias brasileiras neste ano, de acordo com o ranking BabyCenter 2017. O ranking foi elaborado a partir de 362.800 nomes de bebês nascidos ao longo deste ano e cadastrados na plataforma BabyCenter, composta pelo site (brasil.babycenter.com) e pelo aplicativo grátis (https://brasil.babycenter.com/mobile-apps), com informações sobre a gravidez e o desenvolvimento da criança.

O BabyCenter divulga o ranking de nomes de bebês no Brasil desde 2009. Esse é o levantamento mais detalhado e atualizado sobre os nomes escolhidos para registrar as crianças no Brasil, com o objetivo de ajudar quem está tentando decidir o nome de um filho e quer informações reais sobre quantos xarás ele terá (ou não) no futuro.

O ranking mostrou que pais e mães brasileiros estão preferindo nomes simples, curtos e fortes, com um ar internacional, e que a inspiração religiosa segue forte nas tendências da moda em nomes de crianças.

Meninas

Alice é o nome feminino preferido para meninas desde 2015, segundo o ranking do BabyCenter Brasil. Helena, um nome clássico e forte, é cada vez mais amado, e em 2017 chegou ao terceiro lugar, atrás apenas de Sophia.

Ganhando força ao longo dos últimos anos, o nome Heloísa também se consolidou, e em 2017 entrou na lista dos dez nomes femininos mais usados, ocupando o 9º lugar. Lorena segue subindo, alcançando o 12º lugar, e deixando para trás nomes tradicionais, como Beatriz (16º).

Outros nomes que estão se tornando moda para meninas são: Eloá, Antonella, Liz, Maitê, Luna, Mirella, Ayla e Aurora. Os cinco nomes de menina mais comuns foram: Alice, Sophia, Helena, Valentina e Laura.

Meninos

Miguel foi em 2017, pelo sétimo ano seguido, o nome mais escolhido para bebês meninos. Alguns nomes muito badalados, porém, começam a demonstrar cansaço em sua forma individual, como Davi, Gabriel, Lucas e Felipe, todos em queda.

Reencarnações de nomes antigos vêm ganhando cada vez mais força. Bernardo, por exemplo, é um nome clássico que já alcançou o terceiro lugar entre os nomes masculinos mais usados. O forte Heitor chegou ao quarto lugar.

Os nomes internacionais Lorenzo, Théo e Enzo consolidaram-se entre os dez mais escolhidos para meninos. Em alta também, mas menos comuns, estão Joaquim, Anthony, Gael e Calebe. Os cinco nomes de menino mais usados no Brasil em 2017 foram: Miguel, Arthur, Bernardo, Heitor e Davi.

Guerra dos sexos

Em um levantamento inédito, o BabyCenter Brasil comparou o uso de nomes populares que têm ambas as versões, a feminina e a masculina, como Rafael e Rafaela. Quem ganhou? As versões masculinas demonstram ser bem mais populares do que as femininas. Assim, há bem mais Nicolas do que Nicole e muito mais Eduardo que Eduarda e Antônio que Antônia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Renato Gaúcho é o primeiro brasileiro a conquistar a Copa Libertadores da América como jogador e técnico
A Fábrica de Sonhos, espaço do designer de produto Carlos Kolesny e da luminotécnica Sandra Thomé, pode ser visitado até o dia 03 na Mostra Elite Design
Deixe seu comentário
Pode te interessar